A Lei Moral e a Lei Cerimonial

 

INTRODUÇÃO



1. Deus é amor e todo o seu governo está baseado na Lei do Amor.

2. Não se pode aceitar ou admitir a existência de um governo sem lei, pois ela é a base da ordem do procedimento e da conduta.

3. A Bíblia fala da existência de quantas leis:

(1) Lei da higiene ou da saúde (sanitária) – Lev. caps. 12 e 13.
(2) Lei Agrária. Que regulamentava os princípios da distribuição das terras. Lev. 25:27-55.
(3) Lei da Indenização – Êxo. 21:33 – 36; 22:1-15.
(4) Lei Civil. Sobre casamento, família etc. – Lev caps. 18 e 20.
(5) Leis Cerimoniais ou de ordenanças que regulamentavam o serviço sacrificial. Lev. 5,6, 7:1-10; Heb. 9:1,10, 19: 10:3.
(6) Leis Nacionais. Êxo. 21-23.
(7) Lei Moral ou dos Dez Mandamentos. Êxo. 20:2-17; 31:18; 34:1.

4. Há outras (20 ao todo), mas o presente estudo visa estabelecer a função, diferença e o período de duração e o significado da lei cerimonial e moral.

I. A LEI CERIMONIAL OU DE ORDENANÇAS


1. O que é a Lei Cerimonial e no que consistia? Efés. 2:15; Col. 2:13-14.

(1) Era a lei que regulamentava o sistema de ritos, ordenanças e cerimônias e consistia no oferecimento de animais nos sacrifícios oferecidos no Santuário terrestre.

2. Quando se originou o sistema cerimonial ? Gên. 4:1-5.

(1) Esta é a primeira vez que faz menção de sacrifícios na Bíblia.

(2) “. . . Caim e Abel . . . compreendiam o sistema de ofertas que Deus ordenara”. – Patriarcas e Profetas, p. 71.

3. Qual era o verdadeiro objetivo da Lei Cerimonial? Heb. 9:25-26; S. João 1:29; 1 Pedro 1:18-19.

(1) O sistema “cerimonial era constituído de símbolos que apontavam para Cristo, para o Seu sacrifício e sacerdócio”. – Patriarcas e Profetas, p. 365.

(2) Como são chamados na Bíblia? (“sombras das coisas futuras”.) Col. 2:17.
4. Havia algum mérito nesses sacrifícios na justificação do pecador? Heb. 9:9-10.

(1) Caim, Abel e outros “deveriam exprimir fé no Salvador a quem tais ofertas tipificavam, e ao mesmo tempo reconhecer sua total dependência dEle para o perdão”. – Patriarcas e Profetas, p. 71.

5. Por quem foi escrita? Êxodo 24:4; Deut. 31:9.

6. Por quanto tempo esteve em vigor, quando e por quê deixou de existir? Efésios 2:14-16; Cal. 2:14-15; Heb. 9:1 1-15,26; Mat. 27:50-51, João 19:30.

(1) “A lei ritual, com seus sacrifícios e ordenanças. . . até que o tipo encontrasse o antítipo, na morte de Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Então todas as ofertas sacrificiais deveriam cessar. Foi esta lei que Crista “tirou do meio de nós, cravando-a na cruz”. Col. 2:14.” – Patriarcas e Profetas, p. 365.

(2) Quando a sombra encontrou a realidade; os símbolos o verdadeiro, a lei cerimonial deixou de ter o seu valor. Isto ocorreu quando o Salvador Jesus morreu na cruz, exclamando “Está consumado”. João 19:30.

II. A LEI MORAL OU DOS DEZ MANDAMENTOS


1. Por quem foi dada a escrita a Lei moral? Êxo. 20:3-17; Deut. 5:22, Êxo. 31:18.

2. Qual das três pessoas da Trindade deu a Lei? Núm. 9:12 e 13; 1 Cor. 10:1-4.

(1) “O mesmo Cristo dera tanto a Lei moral, como a cerimonial”. – Desejado de Todas as Nações, p. 307.

(2) Cristo é o autor do Decálogo ou seja, da Lei dos 10 Mandamentos. Algo profundamente importante.

3. Qual a relação entre o caráter de Deus e da Sua Lei?

(1) Santo (a): Lev. 11:44; Rom. 7:12
(2) Verdade: Salmo 31:5; Mat. 2:6
(3) Justiça: Salmo 31 :5; Salmo 119:172
(4) Perfeito: Mat. 5:48; Salmo 19:7
(5) Eterno (a): I Tim. 1:17; Salmos 119:7 e 8
(6) Imutável: Tiago 1:17, Salmos 89:34 (inalterável)
(7) Amor: I João 4:8, Mateus 22:36-40 (baseado no amor)

4. Qual o grande propósito da lei moral? Tia. 1:22-25; Mat. 19:17; Rom. 3:20; 7:10.

(1) “A Lei mostra-nos o pecado, assim como o espelho mostra-nos que o nosso rosto não está limpo”. – Signs of the Times, 24/9/1896.

(2) Como o espelho não remove a mancha suja, assim o é a Lei. Ela aponta para Cristo que pode fazê-lo pelo Seu sangue. l João 1:7; Hebreus 9:22; I Ped. 1:19.

5. Pode o pecador ser justificado pela guarda da lei de Deus? Gál. 2:16; 3:10-11; Rom. 3:20 e 28.

(1) Nenhuma pessoa será salva pelas obras da Lei, pois isto representa méritos próprios. O homem será salvo única e exclusivamente pela fé em Cristo.

6. Não há porventura contradição nas palavras de Paulo e Tiago? Gál. 2:16; Tiago 2:24.

(1) Paulo está falando do método da salvação e Tiago das evidências (obras) da fé salvadora.

(2) Paulo e Tiago estavam pregando a pessoas e lugares diferentes. As de Paulo advogavam a salvação pela prática de obras sem fé, e as de Tiago ao contrário criam na salvação somente por uma fé vasta e não atuante. Não há contradição alguma. Ver Tia. 2:14-20.

7. O que significa então estar “debaixo da maldição da lei” ou “debaixo da lei”? Rom. 6:14; Sal. 3:10.

(1) Os que vivem sob a jurisdição do governo de Deus, expresso nos princípios de Sua lei, estão portanto “debaixo da Lei” ou de “Sua proteção”.

(1) Os que violam ou transgridem a lei de Deus, estão debaixo de Sua condenação, portanto estão debaixo da maldição da Lei. A lei não condena ninguém que vive em harmonia com ela.

III. O ÚNICO MEIO DE SALVAÇÃO


1. Qual é o único plano de salvação que ú Bíblia ensina? Tim. 2:4; Tito 2:11.
(1) “A graça divina. . . sem ela todo o esforço humano é inútil”. – Obreiros Evangélicos, p. 70.

(2) Graça é um favor imerecido da parte de Deus ao homem caído. É perdão, bondade e misericórdia.

2. Uma vez que todos pecaram (Rom. 3:23) e o salário do pecado é a morte (Rom. 6:23) como pode Cristo salvar-nos? Rom. 3:23-26; Heb. 25; 1 João 1:9; Atos 16:30-31.

3. Por meio de que somos salvos? Rom. 3:24; Efés. 2:8-10.

4. Que significa estas palavras “debaixo da graça”? Rom. 6:14.
(1) Significa estar sob o favor de Deus, sob Sua misericórdia e sob Seu perdão. Rom. 3:24.

CONCLUSÃO


1. Todo o sistema de ordenanças ou ritos, festas e sacrifícios, chamado Lei Cerimonial apontava para o Homem do Calvário,

como único meio de salvação do homem e foi abolido na cruz com a morte de Cristo.

2. A Lei moral, ou Dez Mandamentos, reflexo do próprio caráter de Deus é eterna.

3. Ambas ensinavam e ensinam que o plano da salvação do homem sempre foi o mesmo e que jamais será alterado.

4. Em Cristo há poder para obedecer a Sua Lei e ela nos aponta para Ele como modelo da vida cristã e a única fonte de salvação e libertação dos nossos pecados e culpas.

5. Aceitando a Cristo, o homem é reconciliado com Deus e justificado pelo Seu sangue podendo viver pelo Seu poder os reclamos da Lei.

6. A honra e o mérito desta maravilhosa experiência e transformação pertencem inteiramente a Cristo.

Leitura Auxiliar


Lei Civil: 4BC 1172; 7BC 910; CS 615-6; 626-7; 635, 584; P. Reis;
512; 1T :72, 353-4; 2T: 176, 384; 3T: 45-48; 392-4; 397
Leis da Saúde: Ev: 525; 5T: 311; Ed.: 205; CS: 361, 392-3

Lei Cerimonial: Ev: 598, AA: 187-9; 405; P. Prof.: 367; 373, 365,
194, 195, 404, 466

Lei Moral: CS : 260-1; 230, 399, 10, 504, 467; P.P.: 53, 69; AA: 502;
1TS: 72; 432-434, 264, 439-0, 314, 220, 498, 430
2TS: 243, 373, 364; 3TS: 306, 141 6BC 1070; 1076-7; 1069
Princípios de Vida: 181-197

 


Veja aqui a lista de temas das DOUTRINAS BÍBLICAS.

 

 

 

Sobre Weleson Fernandes

Weleson Fernandes
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

A ATRAÇÃO DA CRUZ DE CRISTO

  INTRODUÇÃO: Os méritos da cruz de Cristo oferecidos aos pecadores. 1. Completa a eterna …

A MISSÃO DA IGREJA

  INTRODUÇÃO: S. Mat. 28:19-20 1. “A igreja foi organizada para servir, e sua missão …

QUE O LAR SEJA REALMENTE UM LAR

  INTRODUÇÃO 1. No plano divino da criação deste mundo, o estabelecimento do lar estava …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: