A Fé e Esperança de Jó na Ressurreição dos Mortos

 

Introdução:


1. Ler Jó 19:25-27.
2. Embora Jó estivesse oprimido por um pesado fardo de aflições e incompreensões provocadas por seus “amigos”, ele olhava adiante, para a vinda do seu Redentor.
3. Ele tinha uma confortável segurança que seu Redentor perdoaria seus erros, o ressuscitaria dos mortos e o abençoaria com a oportunidade de vê-Lo face a face…


I. JÓ POSSUÍA UM REDENTOR VIVO.


A. Na Bíblia a obra de um Redentor é grande e altamente importante.
1. Ele paga o preço para resgatar aquilo que foi perdido por seu irmão.
2. Ele liberta e salva seu irmão.
3. Ele vence os inimigos de seu irmão.
B. Cristo é o grande Redentor dos homens.
1. Ele comprou-nos com Seu maravilhoso sangue (1 Pe. 2:18, 19).
2. Ele liberta e salva Seu povo da culpa, do poder e da
contaminação do pecado (1 Jo. 1:9).
3. Ele vence os inimigos de seu povo (1 Co. 15:25,26).
C. O Filho de Deus, nosso grande Redentor, já existia nos dias de Jó (Jo. 8:58).
1. Ele interessava-Se na salvação de Jó e nas provações que Seu servo estava enfrentando.
2. Jó conhecia a Jesus como seu Redentor eterno (Jó 19:25).
D. Jó possuía uma fé inabalável em seu Redentor divino.
1. Talvez alguém possa pensar que esta fé foi-lhe transmitida pela tradição.
2. Porém, é muito mais provável que ela fosse fruto de sua
comunhão diária com Deus (Jó 1:1,5).


II. JÓ PENSAVA QUE SUA GRANDE AFLIÇÃO O LEVARIA À MORTE.


A. Quando ele proferiu as palavras deste texto, sua pele estava literalmente destruída (Jó 2:7).
1. O Senhor Deus permitiu que ele fosse grandemente afligido (Jó 1:11-22; 2).
2. Na verdade ele arrancou pedaços de pele do seu corpo (Jó 2:8). 
B. Depois de ter sua pele destruída, ele pensava que todo o seu corpo seria desfeito.
1. Quão terrível era a situação de Jó!
C. A morte e a sepultura, com suas cores sombrias e tristes, encobriam toda esperança terrena desse aflito servo de Deus (Jó 3).
1. Jó parecia estar certo de que enfrentaria a morte.
2. O encontro com a morte é o legado, a herança que o pecado nos deixou (Rom. 6:23 p.p.).


III. MAS JÓ POSSUÍA A GLORIOSA ESPERANÇA DA RESSURREIÇÃO DOS MORTOS.


A. Ele afirmou positivamente que veria a Deus mesmo depois da destruição da sua carne.
1. Isto simplesmente não seria possível se não houvesse
ressurreição.
2. Porém, a verdade é que Jesus chamará os mortos da sepultura (1 Tes. 4:16)!
3. Esta esperança tornou-se uma certeza pela ressurreição do próprio Jesus (I Tes. 4:14).
B. Jó também afirmou que o encontro com seu Redentor seria pessoal e real.
1. “Vê-Lo-ei por mim mesmo, os meus olhos O verão e não outros” (Jó 19:27).
2. Ele cria que O veria e se alegraria pessoalmente em seu
Redentor.
3. Sua maravilhosa confiança em seu Redentor envolvia o seguinte:
a. Ele o livraria da morte e da sepultura.
b. Ele renovaria, recriaria seu corpo (v.26 u.p.).


Conclusão:


1. Jesus tem sido a esperança dos piedosos de todas as épocas.
2. Depositamos esta esperança nEle porque Ele é o grande Redentor prometido pela Bíblia.
3. Ele “é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos” Ef. 3:20.
4. Todo aquele que crê neste maravilhoso Redentor “ainda que morra, viverá” (Jo. 11:25).

 

 

Veja aqui a lista de todos os SERMÕES PARA OCASIÕES ESPECIAIS.

 

 

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

A IMORTALIDADE DA ALMA

  INTRODUÇÃO: Gên. 3:4.1. ” Mediante os dois grandes erros – a imortalidade da alma …

A ATRAÇÃO DA CRUZ DE CRISTO

  INTRODUÇÃO: Os méritos da cruz de Cristo oferecidos aos pecadores. 1. Completa a eterna …

A MISSÃO DA IGREJA

  INTRODUÇÃO: S. Mat. 28:19-20 1. “A igreja foi organizada para servir, e sua missão …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: