O que Aconteceu na Primeira Reunião entre o Presidente da Esperança e o atual Papa?

Na primeira reunião do presidente Obama com o papa foi comentado abertamente que o próprio Obama teria falado que a igreja (a igreja católica), vem causando um “forte impacto” na sua vida, embora ele não seja um membro da mesma.

Uma reportagem falou das tentativas de cortejo do presidente americano ao papa e à igreja católica. E, assim como muitos namoros neste mundo que não são guiados por Deus, isso levará a um casamento prematuro e a união entre a América e Roma! Para ler o artigo na íntegra clique aqui.

Mas antes que você leia este artigo …

Observe as seguintes palavras inspiradas sobre o “namoro” da América com Roma:

“Os protestantes têm-se intrometido com o papado, patrocinando-o; têm usado de transigência e feito concessões que os próprios romanistas se surpreendem de ver e não compreendem. Os homens cerram os olhos ao verdadeiro caráter do romanismo, e aos perigos que se devem recear com a sua supremacia. O povo necessita ser despertado a fim de resistir aos avanços deste perigosíssimo inimigo da liberdade civil e religiosa.”
O Grande Conflito Pág.566

“E, convém lembrar, Roma jacta-se de que nunca muda. Os princípios de Gregório VII e Inocêncio III ainda são os princípios da Igreja Católica Romana. E tivesse ela tão-somente o poder, pô-los-ia em prática com tanto vigor agora como nos séculos passados. Pouco sabem os protestantes do que estão fazendo ao se proporem aceitar o auxílio de Roma na obra da exaltação do domingo. Enquanto se aplicam à realização de seu propósito, Roma está visando a restabelecer o seu poder, para recuperar a supremacia perdida. Estabeleça-se nos Estados Unidos o princípio de que a igreja possa empregar ou dirigir o poder do Estado; de que as observâncias religiosas possam ser impostas pelas leis seculares; em suma, que a autoridade da igreja e do Estado devem dominar a consciência, e Roma terá assegurado o triunfo nesse país.” O Grande Conflito Pág 581.

“A Palavra de Deus deu aviso do perigo iminente; se este for desatendido, o mundo protestante saberá quais são realmente os propósitos de Roma, apenas quando for demasiado tarde para escapar da cilada. Ela está silenciosamente crescendo em poder. Suas doutrinas estão a exercer influência nas assembleias legislativas, nas igrejas e no coração dos homens. Está a erguer suas altaneiras e maciças estruturas, em cujos secretos recessos se repetirão as anteriores perseguições. Sorrateiramente, e sem despertar suspeitas, está aumentando suas forças para realizar seus objetivos ao chegar o tempo de dar o golpe. Tudo que deseja é a oportunidade, e esta já lhe está sendo dada. Logo veremos e sentiremos qual é o propósito do catolicismo. Quem quer que creia na Palavra de Deus e a ela obedeça, incorrerá, por esse motivo em censura e perseguição“. O Grande Conflito pág 581.

“No movimento ora em ação nos Estados Unidos a fim de conseguir para as instituições e usos da igreja o apoio do Estado, os protestantes estão a seguir as pegadas dos romanistas. Na verdade, mais que isto, estão abrindo a porta para o papado a fim de adquirir na América do Norte protestante a supremacia que perdeu no Velho Mundo. E o que dá maior significação a este movimento é o fato de que o principal objeto visado é a obrigatoriedade da observância do domingo, prática que se originou com Roma, e que ela alega como sinal de sua autoridade. É o espírito do papado – espírito de conformidade com os costumes mundanos, com a veneração das tradições humanas acima dos mandamentos de Deus – que está embebendo as igrejas protestantes e levando-as a fazer a mesma obra de exaltação do domingo, a qual antes delas fez o papado”. O Grande Conflito Pág 573

Lembrando que há muitos verdadeiros cristãos na Igreja Católica Romana

“É certo que há verdadeiros cristãos na comunhão católico-romana. Milhares na dita igreja estão servindo a Deus segundo a melhor luz que possuem. Não se lhes permite acesso à Sua Palavra, e, portanto, não distinguem a verdade. Nunca viram o contraste entre um verdadeiro culto prestado de coração e um conjunto de meras formas e cerimônias. Deus olha para essas almas com compadecida ternura, educadas como são em uma fé que é ilusória e não satisfaz. Fará com que raios de luz penetrem as densas trevas que as cercam. Revelar-lhes-á a verdade como é em Jesus, e muitos ainda se unirão ao Seu povo“. O Grande Conflito Pág. 565

Sobre Weleson Fernandes

Weleson Fernandes
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

Sermão VIII: A RESTAURAÇÃO DA VERDADE

O estudo das profecias bíblicas é uma das marcas distintivas do povo adventista. Foi o estudo das profecias bíblicas que deu origem ao movimento adventista, no século passado!

Sermão VI: A NOVA TERRA

A Bíblia descreve a condição da Terra antes da semana da criação como sendo “sem forma e vazia” (Gên. 1:2), e ela menciona também, como vimos no estudo anterior, que durante o milênio ela voltará a ser “sem forma e vazia” (Jer. 4: 23), para ter lugar a criação de “novos céus e nova terra” (Isa. 65:17).

Sermão II: A HISTÓRIA DO MUNDO NUM CAPÍTULO DA BÍBLIA

No nosso estudo anterior, vimos que após o pecado de nossos primeiros pais, Deus não mais pode falar com o homem face a face; e que então Deus passou a revelar-Se aos Seus servos, os profetas através de sonhos e visões.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: