Salvaguarda contra o inimigo

A lei do seu Deus está em seu coração; os seus passos não resvalarão. Salmos 37:31.

Muitos são surpreendidos pelo pecado, porque deixam de estudar as Escrituras. Deixam de estar de sobreaviso, e Satanás os encontra como presa fácil.

Maravilhosas possibilidades estão franqueadas aos que lançam mão da divina certeza da Palavra de Deus. Há gloriosas verdades que hão de vir ao povo de Deus. Privilégios e deveres dos quais nem suspeitam achar-se na Bíblia, ser-lhes-ão revelados. Ao prosseguirem no caminho de humilde obediência, cumprindo a Sua vontade, conhecerão mais e mais dos oráculos de Deus.

A preciosa fé inspirada por Deus comunica força e nobreza de caráter. Ao demorarmos na contemplação de Sua bondade, Sua misericórdia e Seu amor, a percepção da verdade nos será clara, e cada vez mais clara; mais alto, mais santo, o desejo de pureza de coração e clareza de pensamento. A pessoa que permanece na pura atmosfera de pensamentos santos, é transformada pela comunhão com Deus através do estudo de Sua Palavra. A verdade é tão ampla, de tão vasto alcance, tão profunda, tão larga, que se perde de vista o próprio eu. O coração é abrandado e subjugado pela humildade, bondade e amor. E as faculdades naturais são ampliadas por causa da santa obediência. Do estudo das palavras de vida, os estudantes podem sair com o espírito dilatado, erguido, enobrecido.

As mentes juvenis deixam de atingir seu mais nobre desenvolvimento quando negligenciam a mais alta fonte de sabedoria — a Palavra de Deus. O fato de nos acharmos no mundo de Deus, em presença do Criador; o fato de sermos feitos à Sua imagem; de que Ele olha por nós, e nos ama e cuida de nós — eis maravilhosos temas para o pensamento, e que levam a mente a amplos e exaltados campos de meditação. Aquele que abre a mente e o coração a temas como esses, jamais ficará satisfeito com assuntos triviais, de sensação.

A importância de buscar um completo conhecimento das Escrituras dificilmente pode ser avaliada. … A Bíblia tem o mais sagrado direito à nossa reverente atenção. Não nos devemos satisfazer com um conhecimento superficial, antes devemos procurar aprender o verdadeiro significado das palavras de verdade e beber com muito interesse da sabedoria das Sagradas Escrituras.

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 137.

Sobre Weleson Fernandes

Weleson Fernandes
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

Sermão XX: A OBSERVÂNCIA DO SÁBADO

A Bíblia ordena a observância do sábado como dia de guarda, separado para uso sagrado, como um memorial da criação bem como da redenção. O sábado é um dia de especial comunhão e adoração a Deus. E, mais do que isso, a Bíblia declara ainda que o sábado é um sinal de santificação entre Deus e Seu povo

Sermão XVI: SELO DE DEUS E O SINAL DA APOSTASIA

No nosso estudo anterior analisamos a remota origem pagã da observância do domingo, entre os adoradores do deus Sol, e como essa instituição do paganismo infiltrou-se gradativamente na Igreja Cristã de Roma, e daí para quase todo o mundo cristão.

Sermão XV: ORIGEM DA GUARDA DO DOMINGO

No estudo anterior analisamos o profundo significado do sábado bíblico, sua origem divina, sua natureza moral-espiritual, bem como sua perpetuidade. Vimos também que os cristãos apostólicos guardavam o sábado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: