A Expiação de Jesus e a Expiação de Satanás

Veja antes o Artigo: Um Bode para Jesus e outro Bode para Azazel.

Muitos Apologistas evangélicos acusam os adventistas de ensinar que Satanás seria o co-redentor do mundo. Um argumento extremamente desrespeitoso inventado por quem desconhece o funcionamento do santuário terrestre e a doutrina adventista do santuário. Tanto Jesus quanto Satanás fazem expiação, mas de forma OPOSTA.

Satanás precisa expiar seus próprios pecados e os que fez os outros cometerem, na qual ele é co-participante! Ele é o autor do pecado e culpado por toda a rebelião!

Com Jesus é diferente! Ele não tem pecado próprio a expiar! Mas apenas dos que se achegam a ele para salvação!

JESUS

Imagem de Freepik

1- Santo, puro, imaculado. Morreu fazendo EXPIAÇÃO pelos pecados dos santos (todos que se achegam a ele para salvação). É simbolizado pelo bode que é morto e seu sangue levado até o santíssimo. Ressuscitou dos mortos porque o salário do pecado é a morte e Ele nunca pecou. Após expiar os pecados subiu aos Céus donde foi advogado dos santos até 1844. Após esta data começou o julgamento. Cristo apaga dos livros os pecados de todos que tiveram fé nele e atesta os salvos perante os anjos.

AZAZEL

1– O autor do pecado. Não derrama seu sangue em favor de ninguem. Prefigurado pelo Bode enviado ao deserto. Quando Jesus morreu na cruz se tornou o penhor da salvação dos crentes. O pecado dos crentes foi colocado sobre Jesus e depois sobre o santuário celestial. Quando Jesus sai do santuário na segunda vinda e o JUÍZO DECLARA OS SANTOS JUSTOS mediante seus sacrifício, Cristo jogará toda a culpa do pecado dos maus e dos bons sobre Satanás.

Cristo não pode ficar com os pecados dos santos sobre si, porque ele não TEM PECADO E NÃO É o autor do pecado.

2- Satanás pagará (expiará) pelos seus pecados e pelos pecados que fez os outros cometerem.

3- O fato de ser enviado pro deserto é o simbolismo do Milênio em que ele ficará preso ao deserto, ou seja, à Terra destruída pela segunda vinda.

4- Como o salário do pecado é a morte Satanás morrerá no fim do Milênio (Apoc 20:9) ao tentar invadir, junto com os ímpios, a Nova Jerusalém.

 

VEJA QUE AS EXPIAÇÕES SÃO DIFERENTES! JESUS NÃO FEZ NINGUEM COMETER PECADO E NEM NUNCA PECOU!

 

 

REPREENSÃO aos que distorcem a doutrina adventista do santuário:

Jesus não tem pecados próprios a expiar e ele nunca fez ninguem cometer pecado nenhum. Jesus morreu POR CAUSA de nossos pecados.

Satanás morrerá por causa de SEUS PRÓPRIOS PECADOS E DOS QUE FEZ OS OUTROS COMETEREM.

É muito diferente. É indispensável entender como funciona o Plano da Redenção simbolizado no santuário. visitem:

www.osantuario.com.br

.

Respondendo as questões da CACP

1- Como O Bode Azazel pode simbolizar Satanás, se a Bíblia diz que ambos os bodes deveriam ser perfeitos. Satanás é puro e perfeito (Levítico 1:3)?

RESPOSTA: Todo o serviço do santuário é simbólico. Por exemplo: antes de oficializar e entrar no lugar santo o sacerdote tinha que se banhar numa bacia. Isto é simbolo do batismo por imersão e do lava pés.

Igualmente os 2 Bodes eram escolhidos sem defeito físico para indicar 2 pessoas perfeitas que seguiram caminhos diferentes:

Levítico 16:8:Lançará sortes sobre os dois bodes: uma, para o SENHOR, e a outra, para o bode emissário.

Uma pessoa perfeita que é Cristo morre por nossos pecados (O BODE sacrificado) e outra pessoa deixa de ser perfeita quando o sacerdote sai do santuário e coloca a culpa pelo outro Bode ter morrido e toda a congregação ter pecado em cima dele!

A Bíblia afirma que satanás era perfeito:

Ez 28:14-15: “Eu te coloquei com ó querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade”.

O fato do Bode azazel ser afastado da congregação no fim da expiação denota que ele é o originador do pecado, o culpado pelos pecados dos santos (que Cristo redimiu) e inclusive o culpado pelo pecado de ter matado o outro Bode (Cristo)!

Agora o fato de lançar sortes de modo algum pode ser interpretado da forma literal. Ali é um simples ato de escolha, para saber qual bode vai representar o messias e qual bode vai representar seu inimigo. O texto já é claro: apenas “um Bode é para o Senhor”! Tomemos por exemplo o castiçal no lugar santo que simboliza o Espírito Santo e os 12 pães da mesa da proposição que simboliza os 12 apóstolos e as 12 tribos de Israel. Sabemos que Jo 6:35 afirma tb que “Jesus é o pão da vida”.

Nota 1: Segundo o Talmud, os animais deviam ser tão parecidos entre si tanto quanto fosse possível consegui-los. Para evitar a confusão logo depois de ter lançado sortes, se colocava um cordão escarlate nos chifres do macho caibro para o Azazel e um cordão no pescoço do macho caibro para o Senhor. Assim era possível distinguir claramente entre os dois. A grande maioria das versões deixam sem traduzir a palavra hebréia azazel, porque não há unanimidade de opinião quanto ao significado desta palavra. Muitos eruditos modernos sustentam, junto com os judeus, que Azazel é um espírito suprahumano, pessoal e maligno. Assim como um macho era para o Senhor, um Ser pessoal, o outro animal devia ser também para um ser pessoal, e posto que evidentemente existe aqui uma antítese, a posição mais lógica seria a de pensar que Azazel está em oposição ao Senhor, e portanto não pode ser a não ser Satanás.

Nota 2: Um bode é escolhido para o Senhor e o outro é escolhido para Azazel, há um aparente contraste entre ambos e aquilo que representam. A idéia de que Azazel representa Satanás não é uma idéia original de um grupo de crentes. No livro de l Enoque (2º Séc. a.c) há uma lista de anjos, que recebem muitos nomes, que são dados aos anjos bons e aos maus; entre os anjos maus está o nome de Azazel. Portanto, em tempos pré-cristãos, Azazel foi identificado com um poder demoníaco.

2- Se não existisse o santuário e a morte do Cordeiro de Deus, Satanás expiaria sua culpa da mesma maneira?

O santuário somente foi dado ao hebreus para explicar o PLANO DA REDENÇÃO. Sem santuário não haveria plano da redenção. Nenhum ser humano jamais se salvaria. Obviamente que se fosse assim Deus não seria amor e justiça, mas seria apenas Justiça Implacável. Provavelmente a raça humana teria sido aniquilada no dilúvio. Os anjos maus tb seriam todos mortos. E Satanás ainda expiaria sua culpa de ter pecado e a culpa de ter levado 1/3 dos anjos e toda raça humana ao pecado.

OBS: Esta questão foi criada para mostrar NOVAMENTE aos apologistas evangélicos a diferença evidente entre a expiação de Azazel e do Cordeiro que derrama o sangue no santuário. Mesmo se Cristo não viesse nos salvar, ainda assim Satanás teria o que expiar. (A expiação de Lúcifer não salva ninguem e nem a si próprio).

 Leia Também

Fonte: Adventismo em Foco

Atualizado em 25 de Julho de 2009.

Sobre Weleson Fernandes

Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

O Santuário Celestial

Recomenda-se ler antes a página O Santuário Terrestre. A Bíblia diz que quando Jesus morreu na …

O Santuário Terrestre

Imagem Acima: Tenda que Deus mandou Moisés construir no Deserto por volta de 1500 AC. …

Crenças fundamentais dos adventistas: A Ceia do Senhor

Qual o significado da ceia do Senhor? O que esses simbolismos indicam, e como eles …

Deixe uma resposta

×

Sejam Bem Vindos!

Sejam bem Vindo ao Portal Weleson Fernandes !  Deixe um recado, assim que possível irei retornar

×