O Que é estar ausente do corpo

O Que é Estar Ausente do Corpo




2 Coríntios 5:8
 “temos bom ânimo, mas desejamos antes estar ausentes deste corpo, para estarmos presentes com o Senhor.”

Em 2 Coríntios 5:8 Paulo fala de estar ausente do corpo e presente com o Senhor. Significará isto que, quando uma pessoa morre, deixa o seu corpo e vai estar com o Senhor? Vamos ler todo o contexto para perceber o que o apóstolo está dizendo.

No capítulo 4 ele discute os problemas e aflição que nos sobrevêm nesta vida. No entanto, diz ele, isso não é nada quando comparado com o superior e eterno peso de glória da vida futura (4:17). Não temos que nos preocupar com o que acontece com este corpo. Somos agora meros vasos terrenos (4:7). O Senhor um dia irá dar-nos novos corpos que nunca irão deteriorar-se.

2 Coríntios 4:17
17  “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós cada vez mais abundantemente um eterno peso de glória;”

2 Coríntios 4:7
“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não da nossa parte.”

No capítulo 5 Paulo discute os dois corpos, da terra, e o eterno. Ele metaforicamente se refere a eles como casas. Sabemos que se a nossa casa terrestre deste tabernáculo for dissolvida, temos um edifício de Deus, uma casa não feita com mãos, eterna, nos céus (5:1).
Em seguida, o apóstolo fala de seu anseio de ser vestido com o corpo imortal. Enquanto neste nós gememos, ansiosamente desejando ser vestidos com a nossa casa que é do céu (vs. 2). Estar vestido aqui significa viver num corpo. Nesta vida somos revestidos num corpo mortal. Na próxima vida seremos revestidos num corpo imortal.

2 Coríntios 5:1
1 “Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus.”

2 Coríntios 5:2
2 “Pois neste tabernáculo nós gememos, desejando muito ser revestidos da nossa habitação que é do céu,”

Agora notem a ênfase de Paulo no versículo 3. Se assim é, ao estarmos vestido não seremos encontrados nus. Se vestido significa estar num corpo, estar nu é ficar sem um corpo. Observe que Paulo deixa muito claro que a vida futura é uma condição de vestido e não de nu! Ele dá não dá absolutamente qualquer apoio ao ensino de vida sem um corpo. Falando da vida futura, diz ele, vestidos não iremos ser achados nus.

2 Coríntios 5:3
3 “e é que, estando vestidos, não formos achados nus..”

No versículo 4 ele reforça o mesmo pensamento: Os que estamos neste tabernáculo, gememos oprimidos, porque não queremos ser despidos, mas sim revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida. Paulo não está antecipando uma condição de um corpo desvestido, e sim um corpo revestido.

2 Coríntios 5:4
4 “Porque, na verdade, nós, os que estamos neste tabernáculo, gememos oprimidos, porque não queremos ser despidos, mas sim revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida.”

A próxima pergunta é: Quando iremos receber o corpo imortal? Quando a mortalidade vai ser tragada pela vida (vs. 4)? Para os coríntios esta questão não era a pergunta. Paulo já lhes dissera na sua primeira carta. Ele havia dedicado toda a 1 Coríntios 15 ao tema da ressurreição. Ali Paulo havia claramente lhes dito quando a mortalidade seria tragada na imortalidade:

(1 Coríntios 15:52-54).
52″num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados.
53 Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade. Mas, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade,
54 e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrito: Tragada foi a morte na vitória”

Quando é que isso acontece? Ao toque da última trombeta, na ressurreição, na vinda de Jesus. Em seguida, será dito,

55 “Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? (1 Coríntios 15:55).

22″Pois como em Adão todos morrem, do mesmo modo em Cristo todos serão vivificados.
23 Cada um, porém, na sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda” (1 Coríntios 15:22, 23).
“ ”
Até aqui temos visto que:

(1) Não há vida na condição de despido e incorpóreo; e

(2) É no momento da vinda de Cristo que nos seremos tornados vivos.

Voltemos a 2 Coríntios 5. Neste ponto da nossa passagem Paulo inicia uma avaliação dos dois corpos, o mortal que agora temos, e o corpo imortal que iremos receber na ressurreição. Tenha em mente que o pano de fundo de toda esta discussão é o incentivo de Paulo a seus leitores a não se desencorajarem com as aflições do presente. Não só o corpo ressuscitado será incorruptível e eterno, como há outro fator que irá torná-lo muito mais desejável do que a vida terrena. Esse fator é a presença do Senhor.

Este tema de estar com o Senhor é encontrado também na primeira carta aos Tessalonicenses:

(1 Tessalonicenses 4:16-18).
16 “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
17 Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.
18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras”

Ao Paulo considerar os dois corpos, o da vida presente e o da futura, ele ansiava pelo privilégio disponível apenas na vida futura, de estar corporalmente com o Senhor. Por isso ele prossegue em 2 Coríntios 5:6-8:

 2 Coríntios 5:6-8:
6″Temos, portanto, sempre bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos presentes no corpo, estamos ausentes do Senhor
7 (porque andamos por fé, e não por vista);
8 temos bom ânimo, mas desejamos antes estar ausentes deste corpo, para estarmos presentes com o Senhor”.

Tenha em mente que Paulo não está descrevendo uma condição de algo imaterial ou o “despido”. Ele se refere ao momento em que vai receber o corpo imortal. O corpo do qual, então, estará ausente é o seu atual corpo terreno, mas ele não ficará desmaterializado (nu), nesse momento. Ele deixou isso muito claro nos versos precedentes.

Observem novamente que em 1 Tessalonicenses 4:16, 17, Paulo espera estar presente com o Senhor. Ele descreve a vinda gloriosa de Cristo, a ressurreição dos mortos, e a trasladação dos santos vivos . Então diz, que “assim estaremos sempre com o Senhor”. Essa palavra “assim” significa, portanto, desta forma, ou por esse meio. Ele está dizendo: Isto é como vamos chegar a estar com o Senhor.
 

Se, portanto, é através da vinda de Cristo e da ressurreição que chegaremos a estar com o Senhor, então é óbvio que não vamos estar com o Senhor antes desse tempo.

É evidente dos fatos acima referidos que quando Paulo fala de estar ausente do corpo e presente com o Senhor, ele não estava pensando no momento em que estivesse morto. Ele não estava desejando fervorosamente a morte e sim contemplando o além-túmulo, para além da ressurreição, àquele glorioso momento em que iria saudar a Jesus face a face e viver com Ele para sempre.
 
 

Autor: Professor Azenilto G. Brito / Ministério Sola Scriptura

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

10 Razões Por que Eclesiastes 12:7 não serve de prova da imortalidade da alma

  10 RAZÕES POR QUE ECLESIASTES 12:7 NÃO SERVE DE PROVA DA IMORTALIDADE DA ALMA …

Dez Perguntas Para Resposta Ou Séria Reflexão dos Que Crêem na Imortalidade da Alma

Dez Perguntas Para Resposta Ou Séria Reflexão dos Que Crêem na Imortalidade da Alma   …

O Espiritismo perante a Bíblia

O ESPIRITISMO PERANTE A BÍBLIA           Com seus 170 milhões de habitantes, mais de …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: