Um só modelo

E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na Sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito. 2 Coríntios 3:18.

Se olharmos ainda que por um momento para o Sol em sua glória meridiana, ao desviarmos os olhos, em tudo que olharmos aparecerá a imagem do Sol. O mesmo se dá quando contemplamos a Jesus: tudo para que olhamos reflete Sua imagem, o Sol da Justiça. Não podemos ver nenhuma outra coisa, nem falar de qualquer outra coisa. Sua imagem está impressa na retina da alma e afeta cada parte de nossa vida diária, suavizando e subjugando toda a nossa natureza. Contemplando, ajustamo-nos à semelhança divina, a saber, à semelhança de Cristo. A todos aqueles com quem nos associamos refletimos os brilhantes e alegres raios de Sua justiça.

Jesus foi um perfeito modelo daquilo que devemos ser. Foi estrito observador da lei de Seu Pai, mas procedia com perfeita liberdade. Tinha todo o fervor do entusiasta, entretanto era calmo, sóbrio e dominado. Achava-se em situação superior em relação aos negócios comuns do mundo, no entanto não Se excluía da sociedade. Ceava com publicanos e pecadores, brincava com as crianças, tomando-as nos braços e abençoando-as. Honrou o banquete das bodas com a Sua presença. Derramou lágrimas junto ao sepulcro de Lázaro. Amava o belo na natureza e citava os lírios para ilustrar o valor da simplicidade natural à vista de Deus — valor que sobrepujava a ostentação artificial. Referia-Se à ocupação do lavrador para ilustrar as mais sublimes verdades do Reino de Deus.

Seu zelo jamais degenerou em paixão, nem Sua coerência em egoísta obstinação. Sua benevolência nunca foi contaminada de fraqueza, nem Sua simpatia de sentimentalismo. Combinava a inocência e simplicidade da criança com a força varonil, a total dedicação a Deus com o terno amor aos homens. Possuía respeitável dignidade combinada com a cativante graça da humildade. Manifestava irredutível firmeza aliada à amabilidade. Oxalá vivamos diariamente em íntima ligação com esse caráter perfeito, sem mancha.

Não temos seis modelos a seguir, nem cinco; temos um único, e este é Cristo Jesus.

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág 51.

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

O que Ellen White diz sobre o jogo de Xadrez, Cartas Damas e Dominó

  Há muitas consultas com relação de qual seja a atitude da senhora White diante …

Qual a base Bíblica do Dom Profético de Ellen White?

A Igreja Adventista do Sétimo Dia advoga o dom de profecia como válido nestes últimos …

O GRANDE CONFLITO: A História por traz do livro

História do Livro “O Grande Conflito”A. Introdução — Gen. 3:15; Apoc. 12:9-10a. Quando respondemos à …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: