16 – POR QUE ISSO É TÃO IMPORTANTE?

Qual tem sido o sentido de todas essas lições sobre justificação pela fé? Será que aprendemos alguns ensinamentos bíblicos interessantes para colocar em nosso arquivo da memória? Estamos qualificados para um diploma de conclusão de curso? Se isso é tudo o que recebemos, nosso estudo foi uma perda de tempo. 

Há questões muito maiores em jogo aqui, e precisamos ver o quadro geral antes que o papel que desempenhamos tome real sentido. 

Esta lição final não será como as lições anteriores, com perguntas e respostas a serem fornecidas. 

Em vez disso, pede-se ao aluno que reflita pensativamente sobre cada texto, fazendo as perguntas: 

Como isso se aplica à minha vida diária? 

Qual é o real propósito para a minha existência? 

Deus tem um papel para eu desempenhar nos últimos dias da história pecaminosa da terra? 

O plano de Deus será adiado se ele não se cumprir em mim?. 

VINDICAÇÃO


Essa questão toda sobre o pecado, não se limita apenas a mim ou a minha salvação. O pecado desonra a Deus e prova que Satanás está certo na grande luta entre Deus e ele. 

Satanás sempre alegou que a lei de Deus é injusta e não pode ser obedecida, especialmente por aqueles que possuem natureza caída. 

 

“Satanás declarou que era impossível para os filhos e filhas de Adão guardar a lei de Deus e, assim, acusou a Deus de falta de sabedoria e de amor. Se eles não pudessem cumprir a lei, então, a falha estaria com o Legislador.”

(Signs of the Times, 16 de janeiro de 1896) 

A verdadeira questão em jogo aqui é a veracidade e confiabilidade de Deus. 

 

“De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, e venças quando fores julgado.”

Romanos 3: 4. 

A maneira de Deus lidar com o problema do pecado será confirmada e vindicada, ou as acusações de Satanás vencerão? 

O universo vai estar seguro pelo resto da eternidade sob o governo de Deus?

Deus é um déspota arbitrário com mais poder do que o resto de nós, ou Ele é o Deus amoroso retratado na Bíblia? 

Essas e outras perguntas precisam de respostas finais antes da grande questão de o pecado chegar ao fim. Como Deus pode ser vindicado enquanto Seu povo está provando que Satanás está certo na maior parte do tempo? 

É por isso que os pecados dos crentes são muito mais graves do que os pecados dos incrédulos. Os pecados dos cristãos parecem dizer que a lei de Deus e Seu poder estão em igualdade com o poder dos enganos de Satanás. 

A menos que a conexão divino-humana demonstre que a graça de Deus tem mais poder que Satanás, qual é o sentido disso tudo? Justificação e santificação são a maneira de Deus revelar Seu poder de transformar e restaurar, não apenas de perdoar e ignorar. 

A última geração do povo de Deus terá um papel a desempenhar na reivindicação da credibilidade de Sua palavra. 

 

“E eu santificarei o meu grande nome, que foi profanado entre os gentios, o qual profanastes no meio deles; e os gentios saberão que eu [sou] o SENHOR, diz o Senhor DEUS, quando eu for santificado aos seus olhos.”

Ezequiel 36:23. 

Nós e muitas gerações antes de nós desonramos o nome de Deus e Seu governo por causa do nosso pecado contínuo. Antes que o conflito possa terminar, tem de haver uma solução para esse problema. Deus deve ser santificado ou vindicado em nós, diante daqueles que zombam do Deus do céu. 

De fato, Deus reivindicará Seu próprio nome, fornecendo ao Seu povo o poder divino para obedecer perfeitamente a Sua lei. 

 

“Se já houve um povo necessitado de luz sempre crescente do Céu, é o povo que, neste tempo de perigo, Deus chamou para serem depositários de Sua lei e reivindicar Seu caráter perante o mundo.”

(Testemunhos para a Igreja, vol. 5, p. 746.1). 

Assim, a perfeição de caráter desenvolvido pelo povo de Deus é crucialmente importante na resolução final do grande conflito entre Cristo e Satanás. Esta é a verdadeira razão para enfatizar o conceito de perfeição do povo de Deus no tempo do fim. Deus afirma que a total obediência é possível. 

Satanás afirma que uma natureza e caráter pecaminosos tornam impossível a obediência. Quem está falando a verdade? Somente a última geração de Deus pode provar que Satanás é um mentiroso. Esta geração final é descrita de uma maneira muito especial. 

“E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.” Apocalipse 12:17. 


A razão pela qual Satanás está tão zangado com o remanescente final é precisamente porque eles guardam os mandamentos de Deus, que Satanás mantém ser impossível. E a batalha final será travada exatamente sobre a questão da obediência. 

A principal razão para um curto período antes da vinda de Cristo, durante o qual não há mediador para pecados é demonstrar diante do universo observador a realidade do completo poder de Deus sobre o pecado na vida daqueles, cujas vontades estão totalmente e para sempre unidas à Sua vontade. 

Algumas das pessoas que anteriormente traíram a confiança sagrada, concordando com Satanás que é impossível obedecer à lei de Deus, finalmente demonstrarão que realmente não há desculpas para o pecado, e que Deus tem mais poder que as tentações de Satanás. 

fechamento da porta da graça desempenhará uma parte importante na demonstração final que Deus fará diante de Seu universo; que, de fato, é possível ao homem caído obedecer à lei de Deus, que é santa, justa e boa. 

 

Conclusão final: 

 


Perfeição significa estar em um relacionamento tão próximo com Cristo que o indivíduo deixa de responder a estímulos externos ou internos para o pecado. Perfeição significa cooperação total com Cristo. 

Perfeição significa a morte contínua de si mesmo e uma negação da própria vontade e também negação da inclinação independente. 

Perfeição é total rejeição ao egoísmo e ao orgulho. Perfeição é uma fusão da vontade do homem com a vontade de Cristo, para que o Espírito Santo esteja em controle total e final. Perfeição é um exercício ininterrupto de fé que mantém a alma pura de toda mancha de pecado ou deslealdade para com Deus. 

A perfeição é semelhança com Cristo, combinando um relacionamento vital com Deus como Jesus tinha, com as qualidades de caráter que Ele revelou. Perfeição é viver uma vida madura no Espírito, cheia dos frutos do Espírito e, portanto, sem pecado. Perfeição significa não mais ceder a desejos rebeldes e pecaminosos. 

Quando estamos mais preocupados com a vindicação de Deus no grande conflito do que com a nossa própria salvação, então temos a motivação mais pura para viver vidas santas, e Deus honrará esse motivo colocando todo o poder do céu à nossa disposição. 

Não teremos mais incursões ocasionais na terra da autoindulgência. Para silenciar a última pergunta que diz que talvez Jesus não cometeu pecados porque Ele era Deus, a última geração provará sem sombra de dúvidas que os homens e mulheres de natureza decaída podem viver sem pecar por causa de Seu grande poder que sobrepuja todo poder do pecado. 

Esta demonstração final será o último passo na vindicação do caráter de Deus, Seu governo, Sua justiça e Sua misericórdia – e a grande controvérsia estará muito perto de sua conclusão. 

 

“Cristo tomou a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse revelar a homens e mulheres que estes poderiam viver sem pecado.”

(Olhando Para o Alto, p. 336.5) 

Cremos em Suas promessas? 

Vamos aceitar esse desafio? 

Conseguimos enxergar tudo isso como uma linda perspectiva, a perspectiva mais gloriosa já colocada diante do povo de Deus? 

Que Deus abençoe a todo estudante de Sua palavra ao decidir estender a mão para aceitar receber o prêmio do seu alto chamado em Cristo Jesus.

 


CLIQUE AQUI para acessar o índice com todas as 16 lições.

 

 

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

A IMORTALIDADE DA ALMA

  INTRODUÇÃO: Gên. 3:4.1. ” Mediante os dois grandes erros – a imortalidade da alma …

A ATRAÇÃO DA CRUZ DE CRISTO

  INTRODUÇÃO: Os méritos da cruz de Cristo oferecidos aos pecadores. 1. Completa a eterna …

A MISSÃO DA IGREJA

  INTRODUÇÃO: S. Mat. 28:19-20 1. “A igreja foi organizada para servir, e sua missão …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: