15 – A ÚLTIMA GERAÇÃO

As evidências no mundo ao nosso redor nos dizem que estamos vivendo num tempo descrito na Bíblia como o tempo do fim. Nosso mundo está se movendo rapidamente em direção ao ponto final, ao clímax, e Deus em breve tomará as rédeas em Suas próprias mãos. 

Se estivermos vivos quando esses eventos acontecerem, é importante sabermos quais serão as características dessa última geração e, o mais importante, como estar do lado de Deus quando o mundo como o conhecemos hoje, chegar ao fim. 

O que acontece antes que Jesus venha? 

 

“Quem é injusto, seja injusto ainda; e quem é sujo, seja sujo ainda; e quem é justo, seja justificado ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.”

Apocalipse 22: 11,12 

(A) _____ As pessoas mudarão de lado até a segunda vinda. 

(B) _____ O caráter é fixado permanentemente antes da segunda vinda.

Este texto nos diz que aqueles que são maus, continuarão assim, e aqueles que são justos, permanecerão assim ao chegar esse tempo específico. Pouco depois disso acontecer, Jesus “cedo” virá. 

Chamamos esse acontecimento de fim da liberdade condicional, ou, fechamento da porta da graça, pois termina o tempo em que os seres humanos podem mudar a lealdade de um lado para o outro. 

O tempo probatório – o tempo para fazer escolhas eternas – terminou. Não nos diz quanto tempo levará desde o fim da liberdade condicional até a segunda vinda, a não ser pela palavra “cedo”. Não será um período longo, mas será um período importante. 

Como Daniel descreveu esse tempo? 

“E NAQUELE tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.” Daniel 12: 1 

(A) _____ Quando Miguel se levantar, ocorrerá um momento de dificuldade. 

(B) _____ Quando Miguel se levantar, teremos um milênio de paz. 

O capítulo 11 de Daniel descreve eventos na história do mundo desde os dias de Daniel até o fim da história da terra. Depois que esses eventos mundiais acontecerem, Miguel (outro nome para Cristo) se levanta para iniciar uma nova fase do plano de Deus para a Terra e a raça humana. 

Quando Ele faz isso, um terrível tempo de angústia começa. Mais uma vez, não nos diz quanto tempo esse tempo de angústia durará, mas visto que “naquele tempo” o povo de Deus será liberto, podemos ter certeza de que não será longo. 

O que mais acontece durante esse período? 

 

“E o templo encheu-se com a fumaça da glória de Deus e do seu poder; e ninguém podia entrar no templo, até que se consumassem as sete pragas dos sete anjos.”

Apocalipse 15:8 

(A) _____ As sete pragas caíram no Egito no tempo de Moisés. 

(B) _____ As sete pragas ainda cairão na terra. O tempo de angústia descrito por Daniel será como nenhum outro momento na história da Terra. 

Porque esta terra nunca sofreu desastres como as pragas descritas em Apocalipse 16. Somente pela mão protetora de Deus Seu povo poderá sobreviver ao que está por vir. 

Como isso se conecta ao fim da liberdade condicional? 

“E veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para [o] pôr [com] as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono. E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus. E o anjo tomou o incensário, e o encheu do fogo do altar, e o lançou sobre a terra; e houve depois vozes, e trovões, e relâmpagos e terremotos.” Apocalipse 8:3-5 

(A) _____ O incenso e as orações continuarão por tempo indefinido. 

(B) _____ Incenso e orações terminarão em algum momento. 

Estes versículos descrevem o trabalho dos anjos em trazer nossas orações por perdão à atenção de Deus. Aqui aprendemos que, em um dado momento, não haverá mais orações e incenso oferecido sobre o altar de ouro, porque o incensário será lançado em direção à terra, o que causará muitos problemas. 

Esse período corresponde ao fim da liberdade condicional ou encerramento da graça, e o período das sete pragas. Um pouco antes de Jesus voltar, haverá um tempo em que não haverá mais orações por perdão aceitas por Deus, e não haverá mais mudança de lealdade de um lado para o outro. 

Todas as decisões terão sido serão tomadas e serão finais. Certamente este é o momento mais sério que já se conheceu em toda a história da Terra. 

Em que período estamos agora? 

 

“E DEPOIS destas coisas vi quatro anjos que estavam sobre os quatro cantos da terra, retendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem contra árvore alguma.”

Apocalipse 7:1 

(A) _____ Os anjos estão retendo as forças da destruição.

(B) _____ Os anjos soltaram os ventos da destruição. 

Estamos no período imediatamente antes do tempo limite em que os problemas surgirão na terra. Os anjos de Deus foram contratados para conter os ventos da destruição por um propósito específico. 

Qual é esse propósito? 

“E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, e que tinha o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, a quem fora dado o poder de danificar a terra e o mar, Dizendo: Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que hajamos selado nas suas testas os servos do nosso Deus. E ouvi o número dos selados, e eram cento e quarenta e quatro mil selados, de todas as tribos dos filhos de Israel.” Apocalipse 7: 2-4 

(A) _____ A terra não será ferida até que o povo de Deus seja selado. 

(B) _____ Não sabemos o que Deus está esperando. 

Este pode ser o texto mais importante de todas as nossas lições. Deus diz que Ele não permitirá que os ventos da destruição soprem sobre a terra até que Ele sele Seu povo. 

Isso significa que agora temos a resposta sobre o que está atrasando os eventos finais da história desta terra. Deus não está esperando que mais mal se acumule. Ele não está esperando que um templo seja reconstruído em Israel. 

Ele não está esperando pronunciamentos do papa em Roma. Ele está esperando por um povo especial, um povo a quem Ele possa selar como Seu. Quando Ele encontrar e selar esta última geração, então o fim da história deste mundo seguirá rapidamente. 

(Aliás, não se desvie por perguntas interessantes, mas não essenciais, tipo, os 144.000 são um número literal ou simbólico? ou, como poderia haver 12.000 de todas as tribos?) 

Como Deus descreve esse grupo? 

 

“E OLHEI, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o nome de seu Pai.”

Apocalipse 14: 1 

(A) ____ Deus quer Seu nome escrito em língua hebraica. 

(B) ____ Deus quer que Seu nome seja escrito na testa das pessoas. 

Agora sabemos o que é o selo de Deus. É o nome Dele, significando Seu caráter, escrito permanentemente nas mentes de Seu povo. Eles pertencem totalmente a Ele e a decisão é final. Eles decidiram ser justos e santos para sempre. Desistiram da rebelião. Todo pecado se foi para sempre de suas vidas. 

Qual é a experiência espiritual deles? 

“E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis diante do trono de Deus.” Apocalipse 14:5 

(A) _____ Eles venceram a maioria de seus pecados. 

(B) _____ Eles são irrepreensíveis diante de Deus. 

Essa é uma descrição incrível, quase impossível, de um grupo de seres humanos – anteriormente pecadores como todos nós. 

Se tivermos alguma dúvida sobre o que “sem mácula” significa, 1 Pedro 1:19 e Hebreus 9:14 usam essa mesma expressão para se referir a Jesus Cristo. Simplesmente não há pecado em suas vidas. 

Eles estão realmente vivendo vidas sem pecado em natureza pecaminosa, algo que Satanás disse que não podia ser. Perfeição de caráter numa natureza imperfeita e caída. 

Isso não acontecerá por Deus apertar algum botão mágico em seus cérebros ou por Ele tirar desse povo a natureza caída para facilitar a obediência, mas porque eles permitiram que o Espírito Santo controlasse suas vidas tão completamente que eles passam a viver o mesmo tipo de vida que Cristo viveu na Terra. 

 

Conclusão 

 

Estudamos que a Bíblia ensina que há um fim do tempo da graça perdoadora, e que Deus vai demonstrar algo especial após o encerramento desse tempo: a maturidade plena do caráter, o que significa viver sem ceder a desejos pecaminosos, por Seu poder e Sua graça (graça da vitória). 

Se o ministério sacerdotal do perdão chegará a um fim com o término da liberdade condicional, isso significa que não haverá mais perdão dos pecados. Se o ministério de perdoar pecados vai cessar, então parece imperativo que não haja pecado por parte daqueles que estão selados a Deus. 

Se levarmos a sério as advertências bíblicas para vencer o pecado, a realidade do fim da liberdade condicional e o desafio dos 144.000, então também devemos levar a sério a verdade de viver sem pecar. Esse pode ser um pensamento avassalador, com muito espaço para pessimismo e desânimo. 

E é nesse ponto aqui que precisamos revisar as lições anteriores que estudamos. 

Primeiro, somos dependentes das promessas e do poder de Deus, não de nossas próprias habilidades. E se Ele pode criar o mundo em seis dias e ressuscitar Lázaro de dentre os mortos, então Ele pode realizar milagres em nossas vidas também. 

Segundo, porque o perdão terminou, não significa o fim da graça do poder capacitador de Jesus que habita dentro de Seu povo na terra. De fato, precisaremos dEle mais perto do que nunca. Cristo vivendo no interior – constantemente – será a nossa única esperança de sucesso. 

Terceiro, viver sem pecado é o objetivo – o resultado final. Mas nosso foco deve permanecer na justificação e santificação, porque este é o método para alcançar a impecaminosidade. Jesus nos perdoa dos nossos pecados. 

Ele entra em nossas vidas com poder e vitória. Como nos concentramos na justificação e santificação, o resultado final ou a meta seguirão naturalmente. Será o resultado natural de deixar Deus fazer Sua obra completa em nossos corações. 

Como um maratonista se concentra nos próximos metros enquanto se lembra da fita que está no final da corrida, o cristão se concentra em seu relacionamento vital com Cristo hoje, lembrando que existe uma meta final. 

Se Deus está realmente esperando por um grupo especial de pessoas antes de iniciar os eventos finais da história da Terra, não deveríamos estar gastando todo o nosso tempo e energia aprendendo a fazer parte desse grupo especial? 

Isso precisa ser nossa prioridade número um, e todas as outras questões interessantes em um segundo plano bem distante da prioridade número um em nossas vidas. Esforcemo-nos com todo o coração para fazer parte dos 144.000.

 

 


CLIQUE AQUI para acessar o índice com todas as 16 lições.

 

 

Sobre Weleson Fernandes

Weleson Fernandes
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

A IMORTALIDADE DA ALMA

  INTRODUÇÃO: Gên. 3:4.1. ” Mediante os dois grandes erros – a imortalidade da alma …

A ATRAÇÃO DA CRUZ DE CRISTO

  INTRODUÇÃO: Os méritos da cruz de Cristo oferecidos aos pecadores. 1. Completa a eterna …

A MISSÃO DA IGREJA

  INTRODUÇÃO: S. Mat. 28:19-20 1. “A igreja foi organizada para servir, e sua missão …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: