32. Prisciliano de Ávila

Gnosticismo – Século IV – Península Ibérica

As almas humanas pecaram primeiramente no céu.

Prisciliano de Ávila (340-385), nascido na Hispânia Ocidental, foi um influente bispo, que se tornou o fundador de uma seita chamada priscilianismo, desenvolvida no quarto século depois de Cristo e divulgada por toda a península Ibérica e, além Pirenéus, no sul da Gália.

A seita tinha por base os ideais de austeridade e pobreza, com forte apelo a uma vida pessoal de ascetismo, pureza, celibato, abstinência de carne e de vinho. 

Reafirmava os dons carismáticos de todos os crentes e obrigava ao estudo das escrituras. Defendia algumas doutrinas gnóstico-maniqueístas e mirava-se nos ensinos gnósticos de Marcus de Mênfis.

Junto com os seus companheiros Felicíssimo, Armênio, Eucrócia (viúva de Delphidius), Latroniano, Aurélio e Asarino, Prisciliano foi torturado e decapitado, tornando-se o primeiro cristão a ser martirizado pela Igreja Católica. 


Tinha apenas 45 anos de idade.Onze tratados de Prisciliano, que sobreviveram à queima de livros pela Igreja Católica, foram descobertos por Georg Schepss em 1885 na Baviera, na Biblioteca de Universidade de Würzburg, e foram publicados em 1889.

Após a martirização de Prisciliano, o movimento continuou forte nos dois séculos seguintes, conforme comprovam as discussões ocorridas em diversos concílios. Em 400, o priscilianismo foi discutido no Concílio de Toledo. Em 563, o Primeiro Concílio de Braga condenou em sete de seus dezessete cânones as proposições priscilianas:

1º. Se alguém, além da Santa Trindade, introduzir outros não sei que nomes da Divindade, dizendo que na mesma divindade há a Trindade da Trindade, como afirmaram os gnósticos e Prisciliano, seja anátema.

2º. Se alguém não venera verdadeiramente a natividade de Cristo segundo a carne, senão que finge honrá-la jejuando naquele dia e em domingo, porque não crê que Cristo nasceu como verdadeira natureza de homem, como afirmaram Cedão, Marcião, Manes e Prisciliano, seja anátema.

3º. Se alguém diz que as almas humanas pecaram primeiramente nas moradas celestiais, e que por isso foram arremessadas à Terra em corpos humanos, como afirmou Prisciliano, seja anátema.

4º. Se alguém crê que o diabo tem feito no mundo algumas criaturas e que ele de própria autoridade produz os trovões, relampados, tempestades e sequias, como afirmou Prisciliano, seja anátema.

5º. Se alguém crê que os doze signos siderais, que costumam ser observados pelos astrônomos, estão dispostos por cada um dos membros da alma ou do corpo, e que se aplicam os nomes dos Patriarcas, como afirmou Prisciliano, seja anátema.

6º. Se algum clérigo ou monge tem na sua companhia algumas outras mulheres como adotivas, que não sejam a mãe, irmã, ou tia, ou outras unidas a ele com parentesco próximo e convive com elas, como ensinou a seita de Prisciliano, seja anátema.

7º. Se alguém condena os matrimônios humanos, e aborrece a procriação dos quais vão a nascer, como afirmaram Mani e Prisciliano, seja anátema.

 


Clique AQUI para acessar os outros temas.

 

 

Sobre Weleson Fernandes

Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

39. Diotelismo

Cristologia – Século VII – CalcedôniaCristo tinha duas naturezas e duas vontades.O diotelismo ensina que …

38. Sérgio I de Constantinopla

Cristologia – Século VII – ConstantinoplaCristo tinha duas naturezas, mas uma só vontade: a divina.Sérgio …

37. Juliano de Halicarnasso

Cristologia – Século VI – HalicarnassoO corpo de Cristo era incorruptível.O bispo Juliano de Halicarnasso …

Deixe uma resposta

×

Sejam Bem Vindos!

Sejam bem Vindo ao Portal Weleson Fernandes !  Deixe um recado, assim que possível irei retornar

×
%d blogueiros gostam disto: