Batalha invisível

Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Efésios 6:12.

Não compreendemos como deveríamos, o grande conflito que se trava entre seres invisíveis, a luta entre anjos leais e desleais. Sobre cada homem lutam anjos bons e anjos maus. Não é este um conflito imaginário. Não são batalhas simuladas estas em que nos achamos empenhados. Temos de defrontar adversários poderosíssimos, e compete-nos a nós determinar quem há de vencer.

Pudessem os seres humanos saber o número dos anjos maus, pudessem eles conhecer seus ardis e atividades, haveria então muito menos orgulho e frivolidade. Satanás é o príncipe dos demônios. Os anjos maus, sobre os quais governa, cumprem-lhe as ordens. Por meio deles ele multiplica seus instrumentos por todo o mundo. Ele é que instiga todo o mal que existe em nosso mundo.

Se Satanás vê que está em perigo de perder uma única vida, faz então os maiores esforços para conservar essa pessoa. E quando a pessoa desperta e reconhece o perigo em que está e, aflita e fervorosa, busca forças de Jesus, Satanás teme que vai perder um cativo, e chama um reforço de anjos seus, para cercarem aquela pobre pessoa, formando ao seu redor uma muralha de trevas, para que a luz do Céu não a alcance.

Mas se aquele que está em perigo perseverar, e em seu desamparo se lançar sobre os méritos do sangue de Cristo, nosso Salvador ouve a fervorosa oração da fé, e envia um reforço daqueles anjos magníficos em poder, para o livrar. Satanás não suporta que se apele para seu poderoso Rival, pois teme e treme diante de Seu poder e majestade. Ao som da oração fervorosa, todo o exército satânico treme. … E quando anjos, todo-poderosos, revestidos da armadura do Céu, intercedem em socorro da pessoa perseguida e prestes a desfalecer, Satanás e seu exército recuam, bem sabendo que sua batalha está perdida. … O grande Comandante do Céu e da Terra limitou o poder de Satanás.

Em volta de toda pessoa tentada há anjos de Deus, prontos a erguer a norma de justiça, se tão-somente ela mostrar um espírito de resistência ao mal. Todos podem ser vencedores. Cristo, em nosso favor, resistiu às mais ferozes tentações do inimigo.

Ellen G. White, Nos Lugares Celestiais, pág. 259.

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

O que Ellen White diz sobre o jogo de Xadrez, Cartas Damas e Dominó

  Há muitas consultas com relação de qual seja a atitude da senhora White diante …

Qual a base Bíblica do Dom Profético de Ellen White?

A Igreja Adventista do Sétimo Dia advoga o dom de profecia como válido nestes últimos …

O GRANDE CONFLITO: A História por traz do livro

História do Livro “O Grande Conflito”A. Introdução — Gen. 3:15; Apoc. 12:9-10a. Quando respondemos à …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: