Bater Palmas no Culto

O ato de bater palmas, em si mesmo, certamente não é uma coisa negativa. Quando utilizado de forma apropriada, no lugar correto e no momento certo, é considerado um forma apropriada de aplauso, elogio ou reconhecimento. A pergunta que precisa ser feita é se o bater de palmas é uma forma apropriada de atividade na adoração e uma maneira apropriada de demonstrar apreciação quando uma música especial é executada neste contexto. Além disso, podemos realmente provar, a partir das ocasiões onde o bater de palmas é mencionado nas Escrituras, que Deus aceita esta forma de expressão em conexão com a adoração a Ele?

A maior parte das pessoas, hoje em dia, simplesmente assumem isto como certo, porque assim lhes foi dito por aqueles que aparentemente estudaram o assunto na Bíblia, que o bater palmas na adoração é uma atividade bíblica – sem terem tomado tempo para “pesquisar as Escrituras e ver” se é assim mesmo. De fato, os “apoiadores das palmas” são deixados com apenas um texto verdadeiro que parece apoiar a sua causa – Salmos 47:1. Em um exame mais aprofundado, contudo, será demonstrado que o seu caso está construído sobre evidências frágeis. Aqui está o capítulo completo:

1. Batei palmas, todos os povos; aclamai a Deus com voz de triunfo.
2. Porque o SENHOR Altíssimo é tremendo, e Rei grande sobre toda a terra.
3. Ele nos subjugará os povos e as nações debaixo dos nossos pés.
4. Escolherá para nós a nossa herança, a glória de Jacó, a quem amou. (Selá.)
5. Deus subiu com júbilo, o SENHOR subiu ao som de trombeta.
6. Cantai louvores a Deus, cantai louvores; cantai louvores ao nosso Rei, cantai louvores.
7. Pois Deus é o Rei de toda a terra, cantai louvores com inteligência.
8. Deus reina sobre os gentios; Deus se assenta sobre o trono da sua santidade.
9. Os príncipes do povo se ajuntam, o povo do Deus de Abraão; porque os escudos da terra são de Deus. Ele está muito elevado!

A expressão “batei palmas” usada neste texto e eu outros textos das Escrituras – particularmente nos Salmos, precisa ser considerada à luz do original hebraico. A palavra hebraica é “tâqa” (taw-kah). Os tradutores escolheram colocar a expressão “batei palmas” no texto, mas há uma variedade de opções. Esta expressão também pode significar “soar uma trombeta“, “fazer um som“, ou “formar um grupo, dando-se as mãos“. Dificilmente isto é evidência sobre a qual construir um ensinamento em conexão com a adoração. É também digno de nota destacar que mesmo que decidamos utilizar a expressão “batei palmas”, como a tradução aceita, seria bom considerar o que o restante do capítulo está dizendo. É bastante interessante, o assunto em questão é Deus subjugando as nações sob Seus pés e reinando sobre os ímpios. Poderia ser que este fosse um Salmo que celebrava as vitórias de Deus sobre os inimigos de Israel em batalha? Sobre este ponto, prefiro não ser dogmático, mas a informação já apresentada demonstra que estabelecer um precedente para o bater palmas dificilmente pode ser apoiado por este texto.

Para ser justo, deveríamos ver também alguns dos outros textos que se referem a bater palmas e considerar brevemente o que eles dizem:

1. Jó 27:23 – “Cada um baterá palmas contra ele…”

Aqui, a expressão “bater palmas” é utilizada no sentido de zombaria ou desprezo (veja o SDA Bible Commentary, V.3, p. 570 – nova edição).

2. Salmos 98:8 – “Os rios batam as palmas…”

Claramente, esta é uma personificação, sugerindo, talvez, o quebrar das ondas na praia (veja o SDA Bible Commentary, V.3, p. 854 – nova edição).

3. Isaías 55:12 – “…e todas as árvores do campo baterão palmas.”

O sentido de personificação também é abundantemente claro neste texto – não é necessário maiores comentários.

4. Lamentações 2:15 – “Todos os que passam pelo caminho batem palmas, assobiam e meneiam as suas cabeças sobre a filha de Jerusalém…”

Novamente, assim como em Jó 27:23, a expressão é usada no sentido de escárnio ou desprezo (veja o SDA Bible Commentary, V.4, p. 552 – nova edição).

5. Naum 3:19 – “…Todos os que ouvirem a tua fama baterão as palmas sobre ti…”

Neste contexto, o bater palmas é uma referência à resposta alegre das nações circunvizinhas pela queda da Assíria.

Quando consideramos este tipo de evidências escriturísticas, não há muito sobre o que construir um apoio para bater de palmas na adoração congregacional organizada. Se aqueles que apóiam esta atividade em conexão com as práticas religiosas pretendem produzir algum tipo de referência que autorize esta prática, terão que encontrá-la em algum outro lugar, que não seja a Bíblia.


Fonte: STOP Before It Is Too Late (PARE Antes Que Seja Tarde Demais), Ed. Amazing Discoveries, ISBN 0-9682363-7-5, pp.115 – 118

Traduzido por Levi de Paula Tavares em Março/2009

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

Música Cristã Contemporânea x Adoração

Em um ensaio anterior, intitulado “As Duas Principais Armas do Cristão e Como Satanás Está Trabalhando …

Música: do Divino ao Maligno

Entre as perguntas que Deus fez a Jó, registradas nesse livro, que é o mais …

Música Cristã: Os Fins, Os Meios e A Missão

Na dinâmica do mundo moderno há uma pergunta sempre recorrente: como tornar o evangelho de …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: