Santidade ao Senhor

 

Ser-me-eis santos, porque Eu, o Senhor, sou santo, e separei-vos dos povos, para serdes meus” (Levítico 20:26)

Falsos mestres misturados com verdadeiros. Doutrinas sendo contestadas. Questionamento da natureza de CRISTO. ESPÍRITO SANTO tendo contestado sua natureza divina. Expectativa do fim do mundo para 2012. Profecias de São Malaquias (não o da Bíblia) sendo valorizadas. Nostradamus, virgem Maria, e outros profetas em evidência na igreja. Música mundana introduzida para agradar as multidões. Shows gospel para encher igrejas. Pregadores, músicos e cantores atraindo a atenção a si mesmos mais do que a DEUS. Valorização do material muito acima do espiritual. Associações, debates, colaborações e envolvimentos ecumênicos. Competição por cargos. Jogos violentos e competitivos. Este é um cenário da igreja de CRISTO nesses exatos dias em que estamos vivendo.

Madrugadas com CRISTO. Jovens e adolescentes se levantando com poder e trabalhando por CRISTO. Distribuição do livro “Os dez mandamentos”. Distribuição da revista “Esperança”. Distribuição do livro “Sinais de esperança”. Formação de pequenos grupos. Formação de muitas outras maneiras de ação missionária. Pessoas voluntariamente pedindo estudos bíblicos. Igrejas sendo reavivadas. Muitos fazendo a reforma da saúde. Outros muitos fazendo a reforma do sábado. Homens e mulheres, pregadores e mestres, viajando de um lugar para outro pregando com poder crescente. Grandes pregadores globais falando diretamente a mensagem com clareza e poder. Projeto “lares de esperança”; projeto “esperança viva”; madrugadas com DEUS. Colportores e obreiros bíblicos entrando em todos os lugares, dando estudos e deixando publicações. Pessoas leigas se consagrando ao trabalho em muitos lugares. Muitos jovens realizando trabalho pela internet, ou com seus colegas. Igrejas já sendo sacudidas em alguns lugares. Este é outro cenário da igreja de CRISTO nesses exatos dias em que estamos vivendo.

São dois cenários contraditórios na mesma igreja. Isto é o preparo para uma grande e forte sacudidura, que virá logo. Assim como JESUS, um pouco antes de seu sacrifício fez uma limpeza no templo, sacudindo-o, hoje, antes de conceder o poder máximo à Sua igreja, a sacudirá para retirar o joio com seu mundanismo.

O que está acontecendo entre nós? Assim como quando a igreja iniciou suas atividades na Terra ela foi atacada por inimigos de fora e de dentro para não prosperar, assim também, nesses últimos dias, ao se preparar para concluir o seu trabalho na Terra, vem sendo cada vez mais fortemente atacada, de fora e de dentro, para que não cumpra a missão dada por CRISTO. Se a igreja adventista é a verdadeira igreja da Bíblia, então é evidente que ela será atacada. E seus inimigos não estão só do lado de fora, estão também do lado de dentro. Aliás, os inimigos mais perigosos são os que fazem parte do rol de membros. São agentes de satanás muito bem disfarçados para fazer retardar a obra, ou até para tentar impedir esta obra.

Podem ter certeza, esses agentes não trabalham de uma maneira que fique flagrante a sua ação. São sutis, agem com uma estratégia adequada para obterem o apoio de quase todos. Para tanto, como nos tempos de Neemias, inimigos se propuseram para ajudar na reconstrução dos muros de Jerusalém, mas o que queriam mesmo é, por meio de infiltração inviabilizar a obra, assim também hoje, muitos dos nossos propõe-se a ajudar, introduzindo métodos não aprovados por DEUS, e assim atingir rapidamente os alvos. Usam estratégias que fazem parte das igrejas de babilônia, e que de fato, atraem multidões, mas não transformam ninguém. São inimigos infiltrados, estejam eles conscientes disso ou não. (…)

Esse é o conflito oculto aos nossos olhos. Se para o início da obra da igreja satanás a atacou, imagina como ele fará agora, ao termos que concluir esta obra. E não pense que satanás atacará de maneira que todos percebam. Pelo contrário, ele está atacando de maneira que obtenha apoio por parte de muitos, inclusive apoio oficial. Não se subestime a inteligência e o poder de satanás. Quem ainda estiver em pé, veja que não caia. E quem por ventura caiu, busque levantar-se, e fique em pé. Estar em pé é ser fiel a DEUS. (…)

Hoje essa situação se repete. DEUS hoje está provando os corações dos membros da igreja de CRISTO. É para ver o quanto são fiéis, e distinguir quais deverão ser sacudidos fora. Como isto está sendo feito? Como DEUS sempre fez ao longo da história. Ele permite que o Seu povo seja provado exatamente por aquelas coisas do mundo das quais se agradam tanto. Sempre foi assim e a história de Israel está recheada de exemplos. Assim hoje todos se posicionam, uns, pelo liberalismo, outros pelo zelo equilibrado nos princípios celestes. (…)

Estamos em dias de decisão. A nossa igreja está deixando de ser morna. Mas a mornidão, ou o calor, não é uma condição da igreja em si, e sim, de seus membros. É uma questão pessoal, individual. Não é a igreja que vai deixar de ser morna, mas alguns de seus membros. Os que não fizerem isso, estão se posicionando de modo errado, contra o Senhor. E se continuarem assim, cairão fora quando babilônia apertar o cerco. E isto está prestes a acontecer, falta bem pouco. Então, pela introdução de mundanismo os membros da igreja todos são levados a se posicionarem definitivamente, de modo mais consciente. Isto é a preparação para a sacudidura. Primeiro vem a sacudidura, depois vem o forte derramamento do poder do ESPÍRITO SANTO, que atualmente já está sendo concedido em medida crescente, mas não máxima.

De todo o mundanismo que está sendo introduzido por parte de muitos, que agem descuidadamente, sem zelo como o zelo do Senhor da igreja, a música gospel é a mais poderosa. Lúcifer, entre outras capacidades (liderança, psicologia, influência, comando, etc.) tem o poder da música. Pela música pode-se exercer forte influência, seja para o bem, seja para o mal. Ela mexe com emoções, dependendo da música, também com os músculos e o corpo. É pela música que atualmente todo o falso reavivamento das igrejas populares está sendo impulsionado. É a sua plataforma básica, pois exerce sedutora atração. A música gospel dá a impressão de ter recebido o poder do ESPÍRITO SANTO. Mas se fosse assim, as pessoas que ficam pulando três dias nos pagodes também teriam recebido o mesmo poder. Há outro poder em ação.

O falso reavivamento está sendo comandado por um músico (com respeito aos bons músicos da igreja). Assim como em todas as atividades humanas, também na música há dois grupos: os fiéis a DEUS e os indiferentes ao que DEUS deseja. O músico que comanda a arte no mundo é mesmo que começou a sedução que derrubou um terço de todos os inteligentíssimos anjos celestes, e que conheciam DEUS pessoalmente. Pela música se pode seduzir, coisa que jamais quem pretende salvar almas deveria utilizar. Não se seduz para o bem, só para o mal. A sedução é uma atração que viola o consciente e torna a pessoa embevecida pelo que a música simboliza. Se essa técnica estiver sendo utilizada para o bem, para salvar, essas pessoas na verdade estarão sendo enganadas, pois seu louvor, que pensam ser a DEUS, é a satanás, aquele do falso reavivamento, que atrai multidões em todas as igrejas, e agora também na nossa, em muitos lugares. Esta música, seu ritmo, atrai multidões, fascina, movimenta, emociona, atiça os músculos enchendo-os de energia, age com poder, mas não para a transformação e saída do mundo, e sim, para conformar-se com o mundo. Enche as igrejas? Sim! Ajuda na salvação das pessoas? Não, só engana as pessoas superficiais e as que ainda são ingênuas ou em fase de adolescência no conhecimento da verdade.

É a música da idolatria. São os shows gospel, as boates gospel, os concursos gospel, o carnaval gospel, discotecas gospel, tudo gospel. Qual a grande diferença com o resto do mundo? Só não tem cerveja! Tinha que haver alguma diferença, bem escolhida, para enganar as multidões.

O que é esse gospel? Pela conceituação americana, é ritmo mundano e vulgar com letra sagrada, embora quase sempre superficial. Pelo conceito bíblico, é prostituição, ou seja, mistura de algo correto com algo errado. Via de regra usa tambores, ou bateria, mas nem sempre. O problema não é tanto com a bateria que com o ritmo se faz com ela. Já vi e ouvi os desbravadores fazerem belos e solenes programas, e usavam tambores (não era bateria, se bem que, o simbolismo prático desse instrumento requer que o bom senso o exclua de nossos cultos). Sabiam usá-los para louvor.

É uma profecia de Ellen G. White de que essa música entraria na nossa igreja, antes do fim, ou seja, antes da sacudidura [*]. Muitos que amam tal música, e que a estão introduzindo na igreja contestam com palavras fortes. Mas contra profecia não há argumentos, se ela é de DEUS, melhor é atentarmos ao profeta que as palavras de outros, para que estejamos fora de perigo. O assim diz o Senhor precisa e vai prevalecer.

Agora você vai entender o papel da entrada dessa música gospel (letra cristã mas ritmo vulgar mundano, seja com ou seja sem bateria) na igreja. De DEUS não se zomba, quem estiver fazendo isto, segure-se pois está tentando lutar contra DEUS. Nesse momento escrevo com zelo pelas vidas de todos os leitores, pois gostaria de ver todos salvos. Esse é o intuito aqui. Quem inadvertidamente, ou conscientemente (sabendo o que está fazendo, nesse caso,a gente contratado por satanás) está introduzindo essa música na igreja, tudo o que vai conseguir é fazer um favor a DEUS, pois o Criador é tão inteligente que transforma todos os ataques contra a igreja de CRISTO em alguma coisa positiva. Mas cuidado!

A presença dessa música é hoje, flagrantemente, a maior de todas as polêmicas internas. Está dividindo a igreja verticalmente de alto a baixo. Está dividindo desde a Conferência Geral, presidentes de campo, departamentais, pastores, líderes leigos e os membros. Fica uma sensação: afinal, nós outros, a quem ouviremos, e a quem seguiremos? É a divisão do posicionamento sobre, a final que louvor DEUS deseja ouvir, e como O adoraremos. É dramático, a polêmica que divide a igreja se abate sobre a essência da adoração: o louvor! É o ponto mais delicado em toda a relação com o nosso Criador e Salvador. A divisão causada leva a necessidade de posicionamento individual, e este posicionamento está definindo que permanecerá em pé, ao lado de CRISTO, quando a sacudidura ficar estonteantemente forte, insuportável senão pela fé. Fé é estar agarrado por meio da confiança, em CRISTO. É principalmente por meio da música, a essência do louvor, mas também por outros mundanismos, que as posições individuais estão se definindo e se firmando. Esta situação vai se intensificar a tal ponto que levará a todos se posicionarem, desde a mais alta administração de nossa igreja ao mais humilde dos membros, em dois lados opostos. E é preciso lembrar que divisão nunca vem de DEUS, sempre do inimigo. Tenhamos certeza disto. Sim, pois a música, mais do que outros fatores mundanos de divisão, está ATIVANDO O ZELO de muitos pelo Senhor, e ABRINDO AS GUARDAS DA ALMA de outros pela tolerância às coisas do mundo. É uma profecia que se cumpre nesses últimos dias, um pouco antes do alto clamor, às vésperas das leis opressoras (já sendo discutidas nos concílios religiosos e até no G8) que estão por vir, e do decreto dominical, que segue a essa leis.

Agora preste atenção à frase seguinte. Esse ritmo sedutor receberá um poderoso aliado para derrubar de vez os servos de DEUS: é o decreto dominical. E muitos cairão, é a sacudidura. Veja a descrição antecipada pela profecia:

A grande questão que está tão próxima [o cumprimento da lei dominical] eliminará aqueles a quem Deus não designou, e Ele terá um ministério puro, leal, santificado e preparado para a chuva serôdia” (Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 385).

O Senhor mostrou-me claramente que a imagem da besta formar-se-á antes que termine a graça; pois isso será a grande prova para o povo de Deus, pela qual será decidido seu destino eterno” (Mensagens Escolhidas, v. 2, pág. 81).

E para onde estes que caem irão? Para o lugar onde essa música continuará sendo tocada, as igrejas ecumênicas do falso reavivamento, que estarão, nesses dias, alardeando mais do que nunca que possuem o poder do ESPÍRITO SANTO, onde mais do que nunca serão realizados sinais e maravilhas, de satanás. O que DEUS faria de mim, se, sabendo disso, não o escrevesse? Por favor, você que lê, ao menos pense com carinho, pela sua vida, pois não pode subestimar o inimigo, principalmente nesses dias finais.

Aliado com a música gospel vem as modas, a competição, a idolatria (do eu e dos artistas, do som alto, etc.), as novelas, os filmes impróprios, as noitadas sem dormir por passatempos mundanos (filmes, novelas, jogos, etc.), e muito mais. Em todas essas instâncias, o ritmo é o mesmo, une os corações num só espírito. O ritmo é igual, seja com letra para DEUS, seja com letra para o diabo. O que une o mundo hoje não é a letra, e sim, o ritmo. Com o ritmo diabólico, a letra não vale mais nada, pois esse ritmo atiça o corpo enquanto sufoca a mente e a razão. Este é o grande ensaio para não permanecer em pé na sacudidura.

Não escrevi essa parte para reformar a igreja quanto ao louvor. Não é minha função. Disso o Senhor da igreja está cuidando e Ele sabe o que está fazendo. Ele ainda está dando tempo para que todos se posicionem, por Ele, ou contra Ele. Por quanto tempo Ele vai esperar não sei. A minha função é só alertar aqueles que ainda não foram afetados pelo poder sedutor do gospel, para por ventura estes permanecerem em pé pelo Senhor. E também, se possível, ajudar aqueles que já caíram na cilada, para, se desejarem, retornarem ao que DEUS deseja que façam quanto ao louvor. Porém, cada um deve livremente tomar a sua decisão enquanto é tempo, a salvação é individual. Não me preocupa quanto ao futuro da igreja. Disto JESUS cuida. E já sabemos que ela é e continuará sendo vencedora. Não há perigo nesse sentido. Preocupa-me é que muitos membros se perderão por falta de conhecimento. E me preocupa é que muitos levarão outros à perdição por seu mau exemplo de vida, assim como João se preocupava em seu tempo.


Fonte: Adaptado de um artigo publicado originalmente em http://www.cristovoltara.com.br/arquivos_upload/20090625112315_L01-3-09.doc (Destaques do autor)


[*] Ver Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, vol. 2, pp. 36-38

 

Autor: Prof. Sikberto Marks

Sobre Weleson Fernandes

Avatar
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

Música Cristã Contemporânea x Adoração

Em um ensaio anterior, intitulado “As Duas Principais Armas do Cristão e Como Satanás Está Trabalhando …

Música: do Divino ao Maligno

Entre as perguntas que Deus fez a Jó, registradas nesse livro, que é o mais …

Música Cristã: Os Fins, Os Meios e A Missão

Na dinâmica do mundo moderno há uma pergunta sempre recorrente: como tornar o evangelho de …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: