Falando com Deus

É possível que Deus, do Seu trono de glória e majestade, ouça nossas fracas vozes? A Bíblia nos afirma que sim. Dirigindo-se a Deus, o salmista escreveu: “Ó tu que escutas a oração, a ti virão todos os homens.” Salmo 65:2.

O próprio Deus, por ocasião da inauguração do templo que Salomão construiu disse: “Estarão abertos os Meus olhos e atentos os Meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar.” (segundo livro de Crônicas, capítulo 7 versículo 15). Jesus também foi enfático: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca, encontra e a quem bate, abrir-se-lhe-á”. Mateus 7:7 e 8.

Deus deseja atender, mas quer que nós peçamos. Isto não significa que Deus desconheça as nossas necessidades. Ele sabe o que precisamos antes mesmo que Lho peçamos (Mateus 6:8). Mas Deus quer que reconheçamos a nossa dependência dEle, como Paulo declarou: “Ele é quem a todos dá vida, respiração e tudo mais.” Atos 17:25.

Mas, o que é oração? Primeiramente, orar não é traçarmos planos para Deus segui-los, mas reconhecermos quais são os planos divinos, aceitando-os para estarmos em harmonia com a Sua vontade. Não é exigir que a vontade de Deus seja mudada, mas que a vontade de Deus seja feita.

O principal objetivo da oração é que o suplicante se coloque em tanta harmonia com Deus que a vontade de Deus se torne a dele também. Então cooperará com Deus em tudo que Ele desejar. Não estará tão preocupado com o que pediu, mas no que deverá fazer para cumprir a vontade de Deus.

Tenhamos, portanto, sempre em mente: a oração não muda a Deus. Ela muda a nós. Ela contribui para criar em nós a atitude de espírito que Deus aprova, e nos leva a apreciar e usar corretamente a bênção recebida.

Quero agora deixar com você algumas dicas importantes de como orar.

  • A primeira delas é orar com fé. Mateus 21:22 diz que “tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis”. Já Hebreus 11:6 garante: “Sem fé é impossível agradar a Deus.”
  • A segunda dica para uma oração eficaz é pedir segundo a vontade de Deus. “E esta é a confiança que temos para com Ele, que, se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade, Ele nos ouve.” (Primeira carta de João, capítulo 5 versículo 14). Se não recebemos imediatamente do modo como pedimos, tenhamos a certeza que Deus ouviu e nos responde embora não seja exatamente como nós queríamos, pois, muitas vezes o que pedimos seria, no final, não uma bênção, mas maldição. Assim, por vezes, na Sua sabedoria e bondade para conosco, Deus responde com um “não”; outras vezes nos faz esperar, porque talvez não estejamos preparados para receber a bênção.
  • Uma terceira dica para uma oração eficaz é pedir com perseverança. Orar sempre e nunca esmorecer (Lucas 18:1). Devemos perseverar orando, quando aparentemente a resposta demora. A bênção de Deus é às vezes retardada para que examinemos nossa condição e vejamos as falhas do nosso caráter, ou para nos provar a fé.
  • A quarta e última dica que destaco sobre a oração que funciona é pedir em nome de Jesus. “E tudo quanto pedirdes em Meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.” (João 14:13). Pelo sacrifício de Cristo na cruz somos aceitos perante o Pai. E orar em nome de Jesus significa muito mais do que simplesmente mencionar-Lhe o nome no começo e fim da oração. Significa a aceitação do Seu sacrifício, a crença nas Suas promessas e o fazer as Suas obras.

E o que devemos pedir em nossas orações? Devemos pedir perdão dos nossos pecados. Na oração modelo Jesus ensinou a orar dizendo: “Perdoa-nos as nossas dívidas”. Mateus 6:12. Também devemos pedir para que não venhamos a pecar ou cair em tentação. Mateus 6:13. Podemos e devemos pedir mais fé. Lucas 17:5. Também devemos pedir sabedoria para entender a Palavra de Deus. Tiago 1:5. E, é claro, devemos orar também pelos outros. Tiago 5:16.

Jesus tinha uma vida de oração. Levanta-se de madrugada para orar. Marcos 1:35. Passava noites em oração. Lucas 6:12. Na Sua humanidade, o Senhor Jesus dependia do Pai. “Eu nada posso fazer de Mim mesmo”, João 5:30. A vida perfeita que viveu e as obras que fez – tudo foi feito no poder do Pai. E se Jesus dependia assim de Deus, o Pai, quanto mais nós, pobres pecadores!

Também é importante lembrar que a oração não é só para pedir, mas muito mais, para agradecer. Ao orarmos, devemos tomar tempo para expressar ao Senhor a nossa apreciação por Suas inúmeras bênçãos, e nosso agradecimento por elas.

E um outro detalhe importante que não posso deixar de apresentar para você é que essa comunicação com Deus pode ser interrompida. A Bíblia diz que as nossas iniqüidades e pecados fazem separação entre nós e Deus e os nossos pecados encobrem o Seu rosto de nós para que não nos ouça. Isaías 59:2.

A contemplação de quadros e imagens obscenas; ouvir música de baixo teor; conversa fútil e indecorosa; permitir que a mente se ocupe de coisas tolas e irreais, tudo isso atrapalha nossa comunicação com Deus. Por isso, todo pecado de que temos consciência deve ser abandonado, ou Deus não nos pode ouvir. Se nos ouvisse quando persistimos em fazer o que Ele condena, Deus estaria encorajando o mal. “O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.” Provérbios 28:9.

Muitos cristãos seguem o plano de um culto a Deus em família, de manhã e à noite. A Bíblia é lida e erguem-se preces ao Céu. Tais encontros no lar estreitam os laços de união entre seus membros e as bênçãos são inúmeras.

Mais valiosa ainda que a oração em família é a oração secreta em que a alma se encontra sós com Deus. “Na oração secreta a alma está livre das influências do ambiente… Pela fé calma e singela a pessoa entretém comunhão com Deus e absorve raios de luz divina que a devem fortalecer e suster no conflito contra Satanás.”

Amigo, está você ocupado demais para orar? Tem você permitido que as coisas materiais e o corre-corre da vida o privem da bênção da comunhão através da oração e meditação pessoal? Como está sua linha de comunicação com o Céu?

Autor: Pr. Montano de Barros

Sobre Weleson Fernandes

Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

Sermão 10 – QUAL É A IGREJA QUE CRESCE?

ASSUNTO: Crescimento da igreja. OBJETIVO: Incentivar os irmãos a porem em prática duas características: Intrepidez …

Sermão 9 – OS ELOS DE UMA CORRENTE

ASSUNTO: “União” OBJETIVO: Despertar a necessidade de união entre os membros e o amor ao …

Sermão 8 – O VERDADEIRO DESCANSO

TEMA: Vida espiritual. PROPÓSITO: Levar a igreja a compreenderam vida de descanso TEXTO “ Vinde …

Deixe uma resposta

×

Sejam Bem Vindos!

Sejam bem Vindo ao Portal Weleson Fernandes !  Deixe um recado, assim que possível irei retornar

×
%d blogueiros gostam disto: