Línguas estranhas. Como entender a promessa de falar “novas línguas”, em Marcos 16:17?

Como o conteúdo de Marcos 16:9-20 não aparece nos manuscritos gregos mais antigos e melhores, especialistas em crítica textual do Novo Testamento têm sugerido que o evangelho de Marcos terminava, originalmente, com o verso 8 do capítulo 16. Diante disso, se poderia argumentar que o texto de Marcos 16:17 não compartilha da mesma autoridade canônica que o restante do Evangelho.

Mas independente de aceitarmos ou não o conteúdo de Marcos 16:9-20 como parte do Cânon Sagrado, é importante observar que, na expressão “novas línguas” de Marcos 16:17, o termo original grego para “novas” é kainós (novas línguas para quem fala) e não néos (línguas até então desconhecidas). Isso significa, portanto, que essas “novas línguas” dizem respeito às mesmas línguas de nações mencionadas em Atos 2:4 como “outras línguas”, plenamente compreensíveis às respectivas pessoas que as reconhecem como suas línguas maternas (At 2:6, 8 e 11).

O fato de Mateus 16:17 colocar o dom de falar em “novas línguas” como parte dos “sinais” que haveriam de acompanhar aqueles que cressem, não significa que esse dom deveria ser concedido a todos os crentes em todas as épocas e lugares. Assim como os cristãos não haveriam, obviamente, de pegar “em serpentes” todo tempo (verso 18), também não é de se esperar que eles devessem falar sempre em “novas línguas”. Além disso, Paulo esclarece que o dom de línguas é dado apenas a alguns crentes, havendo uma necessidade concreta que justifique a sua manifestação (ver 1Co 12:4-11, 28-30).

Fonte: Sinais dos Tempos, janeiro/fevereiro de 2000. p. 21

Sobre Weleson Fernandes

Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

O Ponto de vista Bíblico da natureza humana – II

  O PONTO DE VISTA BÍBLICO DA NATUREZA HUMANA-II   &Analisando Ensinos Bíblicos  &    Inspirado nos …

Dualismo, e Holismo no exame da consciência após a morte

  DUALISMO E HOLISMO NO EXAMEDA CONSCIÊNCIA APÓS A MORTE Dr. Samuele Bacchiocchi* A crença …

10 Razões Por que Eclesiastes 12:7 não serve de prova da imortalidade da alma

  10 RAZÕES POR QUE ECLESIASTES 12:7 NÃO SERVE DE PROVA DA IMORTALIDADE DA ALMA …

Deixe uma resposta

×

Sejam Bem Vindos!

Sejam bem Vindo ao Portal Weleson Fernandes !  Deixe um recado, assim que possível irei retornar

×
%d blogueiros gostam disto: