COMO ALCANÇAR UMA BOA PERSONALIDADE?

Que é personalidade?

É a maneira da pessoa se comportar, a sua atitude ao enfrentar as diferentes situações da vida, bem como o seu relacionamento com outras pessoas.
Renato Kehl a definiu assim: Conjunto de atributos que caracterizam, psicologicamente, um indivíduo.

Se isto é personalidade o que seria uma boa personalidade? Tentemos uma definição.

É a qualidade que algumas pessoas possuem de influírem positivamente sobre outras, de serem apreciadas, de terem tal comportamento que as outras se sintam bem em sua companhia.

Sendo que nossa escola visa uma educação ampla e completa, esta deve incluir uma personalidade atraente, simpática.

DEFINIÇÃO


No livro Educação, página 13, encontramos este profundo conceito, do relevante papel da escola, na preparação de nossos jovens:

“A verdadeira educação significa mais do que a prossecução de certo curso de estudos… Ela visa o ser todo, e todo o período da existência possível ao homem. É o desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, intelectuais e espirituais”.

Desta afirmação concluímos: Uma educação completa, abrange o desenvolvimento de uma personalidade agradável. Esta educação foi a que teve o nosso Salvador, como lemos em Lucas 2:52 

 

“E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens”. 

 

Cristo foi a personalidade mais atraente que já pisou nesta Terra.

Você já parou, prezado jovem, para pensar como é a sua personalidade? Já fez uma auto-análise para procurar melhorá-la?

É você atraído ou repelido pelas pessoas com as quais entra em contato?
Ao nos relacionarmos com algumas pessoas, quando nos tornamos mais íntimos, elas nos confidenciam: – “Eu sou assim mesmo, não posso mudar a minha personalidade”.

Será verdadeira esta afirmação de que a personalidade é inata, já vem do berço?

Vejamos o que nos diz o autorizado médico e psicólogo Dr. H. C. Link: “A personalidade não é determinada pela hereditariedade. Ela pode ser adquirida e desenvolvida por qualquer ser humano, dependendo de sua iniciativa e força de vontade”.

Tenho aqui sintetizados, 18 princípios, que praticados o ajudarão, amigo jovem, a formar uma personalidade agradável e magnética.

1º) Procure ser mais extrovertido do que introvertido.

Tome parte ativa em múltiplos empreendimentos da vida social. Aceite convites para participar em piqueniques, competições atléticas, reuniões sociais (entre nós tome parte nas classes progressivas, na sociedade dos jovens, pare alguns instantes para conversar com os amigos e com os colegas).

Assista a formaturas, recitais, festas de aniversários, casamentos, faça visitas a amigos, parentes.

2º) Pense mais nos outros do que em você mesmo.

Jorge W. Child, grande filantropo, costumava dizer:

“Aprenda a pensar nos outros, antes de pensar em você e terá muitos amigos”. É impossível a um egoísta ter agradável personalidade.

Alberto Schweitzer, falando a um grupo de estudantes, assim se expressou: “Não sei qual será o destino de vocês, mas uma coisa sei, os únicos que serão verdadeiramente felizes, são os que tiverem buscado e descoberto a maneira de servir”.

Gabriela Mistral disse: “Há a alegria de ser sincero e ser justo: há, porém, mais do que isto a imensa alegria de servir”.

O Dr. Henry C. Link nos apresenta o seguinte pensamento: “Personalidade é o grau exato de interesse que determinada pessoa desperta em sua capacidade de servir aos outros”.

3º) Tenha um conceito humilde de você e de suas possibilidades.

Fale pouco de suas qualidades e virtudes.

Émerson dizia: 

 


“Todo homem que encontro é superior a mim em alguma coisa. E neste particular eu aprendo dele”.


“Todo homem que encontro é superior a mim em alguma coisa. E neste particular eu aprendo dele”.

 

Quanto mais o homem se aproxima de Deus, menos se sente disposto a exaltar-se.

4º) Não use palavras duras e ofensivas, mas expressões polidas e amáveis.

5º) Desenvolva o espírito de perdão e de tolerância para com as faltas alheias.
Quero ler uma carta que ilustra bem este espírito cultivado por almas generosas, dignas e cristãs.

No dia 12 de outubro de 1968 foi cruelmente assassinado aqui em São Paulo, o jovem capitão americano Charles Chandler, estudante estagiário na Universidade de São Paulo. Qual a causa de sua eliminação? Foi um protesto contra a guerra do Vietnã.

O estudante brasileiro, William Schisler Filho, fazendo um curso de especialização nos Estados Unidos, ao ter notícia deste desagradável acontecimento, sentiu o desejo de transmitir aos pais do capitão a tristeza de ver ato tão covarde associado ao nome do Brasil. 

Escreveu-lhes dizendo, que se conhecessem os verdadeiros brasileiros, haveriam de ver o quanto aquele ato se distanciou do espírito generoso de nosso povo, que sabe protestar sem matar.

Recebeu de volta uma outra carta e é nesta que eu encontro um espírito excelente.

“O senhor erra em pensar que por causa da morte de nosso filho, guardamos em nosso coração rancor contra o Brasil e seu povo. Só temos compaixão pelas almas doentias que praticaram tão covarde gesto. 

Nosso coração está tão cheio de orações e preces a favor dos dois assassinos de nosso filho, que não há lugar nele para ódio a quem quer que seja. Acontece, prezado senhor, que somos cristãos e amamos a todas as criaturas de Deus. 

O nosso filho, como filho de Deus, procurou, da maneira como soube, fazer do mundo um lugar melhor em que se viver. Sempre agiu com o desejo de produzir algum bem na vida dos que seriam atingidos por seus atos.


“Rogamos que o senhor venha unir suas preces às nossas, por todos os que praticam violência e são vítimas da violência neste mundo. Há tanto ódio entre os homens hoje; precisamos substituí-lo pelo amor”.

 

Jo Allen e Robbie Chandler, pais do capitão Charles Rodney Chandler. Louisiana.
6º) Revele gosto e equilíbrio no porte e atitudes.

Traje-se com gosto, mas sem extravagâncias. Não se esqueça de que a aparência exterior influi, positiva ou negativamente sobre as pessoas com quem entramos em contato.

7º) Esforce-se para que a cortesia seja parte integrante de sua personalidade.
Lembre-se sempre do provérbio inglês: “As boas maneiras e o bom traje abrem todas as portas”.

8º) Encare com serenidade as situações desfavoráveis da vida. Tenha maturidade.

Não é fácil tal comportamento, mas é possível, porque a história está repleta de exemplos comprovativos desta virtude. O conselho do sábio Salomão em Prov. 16:32 é: “Domine o seu espírito”.

Você não pode perder a calma e até chegar a cometer desatinos diante dos problemas da vida diária, como fazem algumas pessoas.

9º) Tenha palavras de estímulo e incentivo para todos, louvando mesmo as pessoas que se desincumbiram a contento de suas responsabilidades.

10º) Não se ofenda com brincadeiras, mesmo a respeito da sua pessoa. Conserve sua alegria, mesmo quando criticado.

Mantenha um temperamento equilibrado. O temperamento é como que o fundo da personalidade.

11º) Seja uma pessoa despida de preconceitos raciais, religiosos, políticos, ou de classe.

Vivemos numa época de ódios, rancores e preconceitos. Como deve ser o nosso comportamento nesta sociedade? Equilibrado e compreensivo.

12º) Assuma a responsabilidade de seus erros.

Não culpe os outros pelo seu mau procedimento.

13º) Procure ser amigo de todos, mesmo que não tenha muita simpatia por eles.

É difícil, mas vale a pena tentar e a medida que for conseguindo este objetivo, sua personalidade estará melhorando.

14º) Sempre que possível coopere com os demais.

Conserve um espírito de harmonia. Procure sempre compreender os outros. Procure descobrir por que ele age desta maneira?

15º) Mantenha-se animado, confiante em Deus, otimista, mesmo que as coisas não corram como almejava.

16º) Saiba perder alegremente ao tomar parte em competições esportivas.
17º) Seja comedido em suas palavras.

Não exagere ao relatar incidentes da vida. Saiba quando é útil falar e quando é conveniente calar. Ouça atentamente aquilo que os outros têm a lhe dizer.

18º) Dê à religião um lugar importante em sua vida.

Leia com interesse a Bíblia para pautar sua vida pelos seus nobres e elevados ensinamentos.

O Dr. Henry Link, psicólogo que entrevistou mais de três mil pessoas, com problemas de personalidade, em seu livro O Retorno à Religião, afirmou: “Não há substituto para a Religião”. 

Em outra parte ele nos declara: “O mais grandioso e mais autêntico livro sobre personalidade é ainda a Bíblia”.

Estes 18 atributos poderiam ser assim sintetizados:

1º) Cultive o amor e as outras sublimes virtudes do cristianismo.

2º) Lembre-se sempre da regra áurea de quem possui a mais encantadora personalidade. S. Mat. 7:12.

 


Autor: Pedro Apolinário 

Sobre Weleson Fernandes

Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

Citações de Ellen White sobre ‘Perfeição de Caráter’

Veja a seguir uma série de citações de Ellen White sobre o tema da perfeição …

O cristianismo progressista é mais raso que a fé evangélica que abandonei

Em João 6, o duro ensino de Jesus faz com que um grande número de …

Apóstolo Paulo combatendo os críticos de Corintios

Eu, Paulo, pela mansidão e pela bondade de Cristo, apelo para vocês; eu, que sou …

Deixe uma resposta

×

Sejam Bem Vindos!

Sejam bem Vindo ao Portal Weleson Fernandes !  Deixe um recado, assim que possível irei retornar

×
%d blogueiros gostam disto: