Sermão IV: QUANDO VIRÁ NOSSO SENHOR JESUS

 

INTRODUÇÃO


Nos nossos dois últimos estudos, vimos o significado histórico daquela grande estátua do sonho do rei Nabucodonosor, simbolizando a História deste mundo, e o seu fim último, com a implantação do reina de Deus. No sonho do rei, a 2ª Vinda de Cristo é simbolizada pela pedra “cortada sem auxílio de mãos” (Dan. 2:34). 

Vimos também no nosso estudo anterior, o belo simbolismo de Cristo, representado pela pedra (I Ped. 2:3-8), e a realidade da Sua 2ª Vinda, Para pôr o “ponto final” na história deste mundo, o que Ele não fez por ocasião do Seu 1º advento.
 


E hoje veremos, segundo as profecias bíblicas, quando esse glorioso evento terá lugar.

I – OS APÓSTOLOS INDAGAM A JESUS A RESPEITO DO TEMPO DA SUA 2ª VINDA


A – A Indagação dos Apóstolos

a) Jesus encontrava-Se com os Seus discípulos no Monte das Oliveiras (Mat. 24:3 p.p.).

b) Ele havia estado anteriormente com os Seus discípulos no templo em Jerusalém, e os Seus discípulos Lhe chamaram a atenção para a magnificência daquela suntuosa estrutura de mármore branca; ao que Jesus lhes respondeu:
– Mat. 24:2

c) Estas palavras de Cristo causaram uma profunda impressão na mente dos Seus discípulos… E agora, estando eles no Monte das Oliveiras, os discípulos resolvem indagar-Lhe em particular a esse respeito:

– Mat. 24:3 u.p. – “Dize-nos quando . ..”

B – A Resposta de Jesus

a) Os discípulos ainda não compreendiam bem os eventos relacionados com a missão de Cristo para salvar o mundo. . . E numa só pergunta os discípulos indagam a respeito de dois eventos completamente distintos entre si – a queda de Jerusalém, quando o templo seria destruído, que ocorreu em 70 A.D., e a 2ª Vinda de Cristo, que ainda está no futuro.

b) E Jesus a propósito, ao responder essa pergunta, também não procura tratar separadamente esses dois eventos. A razão é simples:
 


“Parece que por compaixão para com os Seus discípulos Ele misturou o relato dessas duas crises. (…) Ellen G. White faz esta interessante observação sobre esse intervalo: ‘Entre estes dois acontecimentos [a queda de Jerusalém e o Segundo Advento], faziam abertos aos olhos de Cristo longos séculos de trevas, séculos assinalados para Sua igreja por sangue e lágrimas e agonia. 

A contemplação dessas cenas não podiam então os discípulos suportar, e Jesus passou-as com breve menção.’ – O Desejado de Todas as Nações, págs. 630 e 631.” (O Ministério Adventista, março/junho de 1981, p. 25).

II – SINAIS QUE INDICAM A PROXIMIDADE DE SUA 2ª VINDA


A – Sinais Gerais

a) Em S. Mateus cap. 24 de nós encontramos alguns sinais que Jesus enumerou para indicar a Sua 2ª Vinda. Alguns deles são gerais, que se repetem com freqüência e sempre ocorreram. Estes nós encontramos nos versos 4-12.
– Mat. 24:4-12

b) Estes sinais são fatos que sempre ocorreram, como podem, portanto, indicar a proximidade da 2ª Vinda de Cristo? Isto é fácil de ser entendido, se tivermos em mente o verso 8: “Porém tudo é o princípio das dores.”

“A língua original mostra claramente que aqui está falando de dores de parto. Isso significa muito para nós. Imagine o quadro de um jovem marido que vai ser pai pela primeira vez. Ele está nervoso e preocupado, e com o relógio na mão ele conta o tempo entre as contrações da sua esposa. 
 


Quando as contrações começam a ficar mais freqüentes e mais intensas ele sabe que o tempo em que ela dará à luz está se aproximando. Não é a contração ou a dor que indicam a proximidade do nascimento, mas sim a freqüência e a intensidade das dores.

“Aqui está a lição para nós. A presença dos sinais não mostra que Jesus vem logo. Sempre tivemos guerras, fomes, terremotos e outros sinais. Mas quando estas coisas ficam mais freqüentes e mais fortes podemos saber que a vinda de Cristo está próxima.” FEYERABEND, Henry. “Volta ao Lar” – Sermões da II Semana de Oração – IAE – 1981, GBM. Sermão “Sinais” p. 2)

B – Sinais Específicos

a) Muito embora o dia e a hora da vinda de Cristo ninguém sabe, a não ser Deus, Cristo mencionou alguns sinais específicos para sabermos de sua proximidade. Como os sinais de trânsito indicam que determinada cidade está próxima, esses sinais específicos que antecedem a Vinda de Cristo, anunciam que ela está próxima!…

b) Dentre esses sinais específicos, que estão relacionados com a fator tempo, podemos destacar:

1º) A Grande Tribulação (v. 21)

– Mat. 24: 21 e 22

– “O começo da tribulação pode ser datado a partir da queda de Jerusalém, e, de acordo com S. Mateus 24:29, seu fim ocorreu por ocasião dos sinais do Sol, na Lua e nas estrelas. . . Este período, portanto, abrange o tempo de tribulação que a Igreja sofreu em resultado das perseguições pagãs e papais.” (O Ministério Adventista, mar/junho 81, p. 25).

– Portanto, seu início pode ser datado em 70 A.D., pois a Bíblia diz, após descrever os eventos relacionados com a queda de Jerusalém, que “nesse tempo. . .” (v. 21); e o seu fim pode muito bem ser estabelecido no ano 1773, ano em que o papa Clemente XIV, pressionado por vários governantes, expulsou os jesuítas de todos os países. (Ver Enciclopédia Delta Universal, vol. 8, p. 4338). Pois no v. 29 diz “logo em seguida à tribulação daqueles dias. . .”, e menciona os outros sinais que se sucederiam; portanto ela terminaria antes deles ocorrerem.

2º) O Escurecimento da Sol (v. 29)

– Mat. 24: 29
– Ocorreu em 19/maio/1780

3º) O Escurecimento da Lua (v. 29)

– Ocorreu na noite de 19 para 20/maio/1780

4º) A Queda das Estrelas (v. 29)

– Ocorreu na noite de 13/novembro/1833. Nesta ocasião a Terra passou em sua trajetória, próxima de um cinturão de meteoritos, que se originaram pela desintegração do Cometa TEMPELUM. (Orlando R. Ritter).

III – O TEMPO DO FIM


a) Todos esses sinais específicos já estão no passado. Vivemos hoje num tempo especial, que a Bíblia chama de ‘Ultimas dias” (II Tim. 3:1). E a Bíblia também fala de algumas características deste período intermediário entre os sinais e a vinda de Cristo:

– II Tim. 3: 2-5 – Tiago 5:3

– II Ped. 3:3 e 4 – Mat. 24:5-8

a) E a Bíblia apresenta o última sinal, que precede a vinda de Cristo:
– Mat. 24: 14

CONCLUSÃO


Todos esses sinais e evidências nos mostram que “já ouvimos os passos de um Deus que se aproxima” (E.G. White)! . . . Uma coisa resta apenas – a finalização da pregação do evangelho! 

Não gostaria você também de participar da proclamação dessas boas novas de salvação, e então orar: “Venha o Teu reino! . . .”
“Amém. Vem, Senhor Jesus.” (Apoc. 22:20)


Clique para abrir a lista com todos os SERMÕES DOUTRINÁRIOS AQUI.

Sobre Weleson Fernandes

Weleson Fernandes
Escritor & Evangelista da União Central Brasileira

Verifique também

A IMORTALIDADE DA ALMA

  INTRODUÇÃO: Gên. 3:4.1. ” Mediante os dois grandes erros – a imortalidade da alma …

A ATRAÇÃO DA CRUZ DE CRISTO

  INTRODUÇÃO: Os méritos da cruz de Cristo oferecidos aos pecadores. 1. Completa a eterna …

A MISSÃO DA IGREJA

  INTRODUÇÃO: S. Mat. 28:19-20 1. “A igreja foi organizada para servir, e sua missão …

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: